Na luta contra o câncer, Covas tem piora e é diagnosticado com líquido ao redor do pulmão e abdômen

Prefeito tinha previsão de alta no início da semana, mas apresentou novas complicações decorrentes da doença

Em coletiva de imprensa no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na tarde deste quarta-feira (21), médicos de Bruno Covas (PSDB) informaram que o prefeito da capital apresentou novas complicações em decorrência do câncer e seguirá sem previsão de alta.

O tucano está na luta contra a doença desde outubro de 2019, quando foi constatado um tumor na transição entre o estômago e o esôfago. Ele passou por sessões de quimioterapia e imunoterapia e, em fevereiro deste ano, foi constatado um novo nódulo cancerígeno em seu fígado, o que o levou a passar por novas sessões de quimioterapia. Já na última sexta-feira (16), exames constataram novos pontos de câncer no fígado e nos ossos, o que fez o prefeito ser internado e retomar o tratamento.

Inicialmente, a previsão de alta era no início desta semana, mas Covas teve uma piora e foi diagnosticado com acúmulo de líquido ao redor dos pulmões e do abdômen que, segundo os médicos, é decorrente da inflamação de um dos tumores.

“Havia previsão de alta para o início da semana, mas houve este fato novo – a inflamação do tumor causou acúmulo de líquido no abdômen e nos pulmões, entre as pleuras”, disse o médico David Uip.

O acúmulo de líquido ao redor dos pulmões pode causar dificuldades respiratórias e, para impedir que isso aconteça, foram inseridos drenos nas laterais do corpo de Covas para a retirada. Não é possível especificar, no entanto, quando todo o líquido será drenado. “Até a retirada do dreno, que irá ocorrer com a diminuição do líquido, ele permanecerá internado”, completou Uip.

Além da drenagem do líquido, o prefeito está recebendo alimentação através de sonda, durante o período noturno, para fazer com que ele ganhe peso, já que o tratamento de quimioterapia e imunoterapia o deixa fraco.

Segundo a equipe médica, no entanto, Covas está clinicamente bem e seguirá despachando como prefeito enquanto sentir-se apto. “A nossa expectativa é que, com a atuação do tratamento, esse quadro sofra uma reversão”, disse o Dr. Artur Katz.

Nesta terça-feira (20), pelas redes sociais, Covas agradeceu o “apoio e carinho” e procurou tranquilizar amigos, familiares e eleitores. “A luta continua e o trabalho não pode parar. O apoio e o carinho que recebo todos os dias me dão cada vez mais força. Seguirei como sempre: de cabeça erguida e cumprindo, junto com minha equipe, nossos compromissos com São Paulo”, escreveu.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR