Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de julho de 2019, 21h14

Para presidente de comissão de população em situação de rua do Rio de Janeiro, Bolsonaro é “desorientado” ou “leviano intelectualmente”

O vereador Reimont (PT-RJ), que preside a comissão, classificou que "não é uma caricatura absurda" o fato de pessoas em situação de rua estarem recorrendo a pombos para se alimentar e que a questão da fome deve ser tratada com seriedade

Reimont em reunião da Comissão Especial para a População em Situação de Rua | Foto: Divulgação

A possibilidade de pessoas em situação de rua estarem recorrendo a pombos para se alimentar não surpreendeu o vereador Reimont (PT-RJ), presidente da Comissão Especial da População em Situação de Rua na Câmara do Rio. Ele lamentou a notícia e criticou o presidente Jair Bolsonaro pela declaração em que afirma que não há fome no Brasil e o prefeito Marcelo Crivella (PRB) por não tomar medidas concretas em defesa dos moradores de rua.

“Nós temos aqui no Rio de Janeiro uma população em situação de rua muito crescente e essa história deles recorrerem aos pombos para se alimentar não é uma caricatura absurda. É possível que haja sim… Nós precisamos compreender que o nível de empobrecimento cresceu muito, o presidente da República diz que não há fome no país… Não sei se é um desorientado, ou um leviano intelectual. O que a gente tem é uma realidade muito dura”, declarou Reimont à Fórum.

O vereador ainda criticou o prefeito Marcelo Crivella por não atuar em defesa da população em situação de rua, ignorando lei aprovada na Câmara de Vereadores. “Nós produzimos e aprovamos um projeto de lei que, se for colocado, em prática traz um grande ganho. Ao ser regulamentada, a Prefeitura cria um comitê intergestor, que tem a participação paritária da sociedade civil e que exigirá, com certeza, que a gente tenha mais Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), mais Centros Populares (Centro POP), mais centros de referência, abrigos mais humanizados”, declarou o vereador. A lei foi sancionada por Crivella, mas não passou por regulamentação.

Em entrevista dada neste sábado (20), Eli Carla, do Movimento Nacional de Populações em Situação de Rua, disse que há moradores de rua recorrendo a pombos para se alimentar devido a fome.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum