Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de março de 2019, 09h11

Paraíso do Tuiuti levanta Sapucaí com referência a Lula e crítica a Bolsonaro

Uma das alas finais, chamada "A peleja entre o bode da resistência e a coxinha ultraconservadora" mostrou o bode como um personagem que resiste e componentes com fantasia de coxinha e uma arma na mão.

Desfile da escola de samba Paraíso do Tuiuti - Foto: Fernando Grilli/Riotur

Após as críticas a Michel Temer no ano passado, a escola de samba Paraíso do Tuiuti levantou o público na Sapucaí com uma homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e criticou Jair Bolsonaro e seus eleitores no carnaval deste ano.

A escola fez um paralelo com Lula ao contar a história do bode Ioiô, eleito vereador na cidade Fortaleza em 1922. “Vocês que fazem parte dessa massa irão conhecer um mito de verdade: nordestino, barbudo, baixinho, de origem pobre, amado pelos humildes e por intelectuais, incomodou a elite e foi condenado a virar símbolo da identidade de um povo. Um herói da resistência!”, dizia a sinopse do enredo.

Uma das alas finais, chamada “A peleja entre o bode da resistência e a coxinha ultraconservadora” mostrou o bode como um personagem que resiste e componentes com fantasia de coxinha e uma arma na mão.

Atrás dessa ala, o carro alegórico final se chamava “O auto de Ioiô: A resistência”. Mostrava o bode dando o coice em outro animal que lembrava um tanque de guerra. O carro também trazia a frase “Ninguém solta a mão de ninguém”.

Ao final do desfile, houve gritos de Lula Livre entre as pessoas que acompanhavam na arquibancada.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum