Pastor morre afogado em prostíbulo

Ele estava na companhia de dois amigos em um estabelecimento de Assis (SP) conhecido como “Boate Maçã-do-Amor”, onde aparentemente se afogou na piscina

Foto: Reprodução

O pastor Lázaro Peres Gonçalves, de 56 anos, foi encontrado morto em uma casa de prostituição em Assis (distante 73 quilômetros de Marília). O caso aconteceu na madrugada do último sábado (12), por volta de 3h45.

Leia também: Pastor agride mulher antes de início de live: “Arruma as coisas direito, imbecil”

A Polícia Civil investiga o caso. De acordo com informações, policiais militares foram acionados na UPA de Assis em razão de uma pessoa que teria entrado no local com sinais de afogamento e veio a óbito.

O pastor estava na companhia de dois amigos de São José do Rio Preto em um estabelecimento conhecido como “Boate Maçã-do-Amor”, onde aparentemente se afogou na piscina.

As testemunhas não souberam explicar o ocorrido, afirmando que em pouco tempo deram falta do amigo, que estava ao lado da piscina recebendo massagem cardíaca de pessoa desconhecida.

O caso foi registrado como morte suspeita na Polícia Civil. Para auxiliar nas investigações foram apreendidos os celulares da vítima e dos dois amigos que estavam com ele.

O delegado também determinou que a boate passasse por perícia e que o corpo fosse submetido a exame necroscópico, toxicológico e de dosagem alcoólica.

O pastor havia inaugurado uma igreja em Cândido Mota (distante 84 quilômetros de Marília) na noite de sexta-feira (11).

Com informações do G1

Este post foi modificado pela última vez em 19 set 2020 - 07:05 07:05

Julinho Bittencourt: Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.