Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
07 de julho de 2018, 11h56

PCC tem “código penal” próprio e setor com “cadastro de inadimplentes”

Denúncia apresentada pelo Ministério Público à Justiça relata também a existência do “Livro Negro”, que cuida da cobrança de mensalidades e de punições

Foto: Reprodução/YouTube

Segundo denúncia do Ministério Público Estadual da Operação Echelon, o Primeiro Comando da Capital (PCC) criou um tipo de código penal com o objetivo de disciplinar seus integrantes. Com o nome de “cartilha”, ele reúne delitos como “ato de malandrismo”, “mão na cumbuca”, “abandono de responsa” e “falta de visão” ou “sem noção”. As punições para os membros da facção que cometem um desses “delitos” vão desde a suspensão de 90 dias da facção até a exclusão, de acordo com reportagem de Marcelo Godoy, do Estado de S.Paulo.

O promotor Lincoln Gakiyya acusa 70 homens e cinco mulheres de formar organização criminosa. A Operação Echelon foi deflagrada em junho e cumpriu mandados de busca e de prisão em 14 estados.

As interceptações telefônicas, realizadas pelos investigadores, mostram que um novo setor da facção, o “Livro Negro”, cuida do registro de casos de descumprimento da “cartilha” e do “cadastro de inadimplentes”. A tal lista controla os excluídos da facção e os membros que não estão em dia com a mensalidade de R$ 950 cobrados de quem está em liberdade. Além de ser julgado administrativamente, o integrante da organização em falta com o PCC é submetido ao tribunal do crime.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum