PF detém ex-braço direito de Trump no aeroporto de Brasília por ordem de Moraes

Jason Miller foi levado pelos agentes federais quando embarcava num avião particular. Norte-americano recebeu ordem para depor no âmbito do inquérito que investiga os atos antidemocráticos organizados por bolsonaristas

Agentes da Polícia Federal, com uma ordem emitida pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, detiveram Jason Miller, cidadão norte-americano que era o braço direito do ex-presidente Donald Trump, quando ele embarcava num jato particular para deixar o país, nesta terça-feira (7), no aeroporto de Brasília

Miller foi conduzido a uma delegacia da PF para prestar depoimento no inquérito instaurado no Supremo Tribunal Federal que investiga a organização e o financiamento dos atos antidemocráticos ligados a movimentos bolsonaristas. Ele é o dono da plataforma Gettr, criada para levar Donald Trump de volta às redes sociais depois de seu banimento do espaço cibernético, motivado pela enxurrada de fake news e ameaças de desestabilização divulgadas pelo antigo ocupante da Casa Branca.

Segundo informações da própria Polícia Federal, o ex-assessor do mandatário radical estadunidense negou-se a falar qualquer coisa durante a oitiva e foi liberado pelo delegado responsável por tomar seu depoimento. Após ser autorizado pela Justiça, Miller voltou então ao aeroporto de Brasília e embarcou no avião privado que o levaria de volta aos EUA.

Avatar de Henrique Rodrigues

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.