O que o brasileiro pensa?
12 de julho de 2020, 10h46

PF e MP encontram ligação entre miliciano morto e Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle

Adriano da Nóbrega fazia transações com concessionária de luxo no Rio. O local apareceu nas buscas de internet de Ronnie Lessa e era frequentado por homem de confiança dele

Adriano Magalhães da Nóbrega - Foto: Reprodução

A Polícia Federal e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) afirmam que Adriano da Nóbrega, ex-chefe do Escritório do Crime, fazia transações com uma concessionária de luxo no Rio que apareceu nas buscas de internet de Ronnie Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco.

Além de aparecer nas buscas do Google de Lessa, a concessionária era frequentada por um homem de confiança do ex-PM. “O estabelecimento Garage Store é suspeito de transacionar com Adriano da Nóbrega, alvo da Operação Intocáveis, e foi pesquisado por Ronnie Lessa junto à ferramenta Google”, diz documento das autoridades, segundo reportagem de Flávio Costa, no UOL.

Ainda de acordo com o documento, homens ligados a Lessa e Adriano se conheciam e frequentavam as mesmas festas. Trata-se, portanto, das primeiras provas de proximidade entre Lessa e Adriano.

O ex-chefe do Escritório do Crime foi morto em uma operação policial no interior da Bahia, em fevereiro deste ano. Em agosto de 2018, Adriano prestou depoimentos à Delegacia de Homicídios sobre a morte da vereadora. Sobre Lessa, afirmou apenas “conhecê-lo da Polícia Militar”, sem entrar em detalhes.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum