segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

PM condenado por chefiar milícia consegue habeas corpus e lança candidatura a vereador

A campanha de Wainer Teixeira Junior às eleições em Maricá, no Rio, já tem site oficial e slogan: "O respeito voltou! Chama e confia". Ele concorre pelo PSD

O sargento da Polícia Militar Wainer Teixeira Junior, condenado por chefiar uma milícia em Maricá, no Rio de Janeiro, conseguiu habeas corpus, foi solto pela Justiça e apresentou candidatura a vereador pelo PSD. A informação é do jornal Extra.

Teixeira foi condenado no último dia 2 de março a cinco anos e três meses de prisão pela juíza Roberta dos Santos Braga, da 2ª Vara Criminal de São Gonçalo. Ele foi acusado de constituição de milícia privada. Apenas três semanas depois, o desembargador Roberto Távora determinou sua soltura e, no fim de julho, ele apresentou a candidatura a vereador de Maricá.

O desembargador responsável pela soltura do sargento citou a pandemia de coronavírus como argumento e disse que o Judiciário deveria, “sem colocar em risco a sociedade ou a boa marcha processual, buscar, dentro dos parâmetros legais, afastar do cárcere aqueles já em condição de ficarem soltos”. Mesmo condenado, ele segue na Polícia Militar, atuando na UPP Chatuba.

A campanha de Wainer às eleições no município já tem site oficial e slogan: “O respeito voltou! Chama e confia”. Aos eleitores, o sargento se apresenta como um “homem de bem”: “Meu pai me ensinou a ser homem de bem e transmito isso para os meus filhos através do meu exemplo de vida”, diz um texto publicado no site.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.