PM dá mata-leão e depois assassina com dois tiros morador de Fernandópolis (SP)

PM buscava esposa de ajudante de pedreiro, que teria se envolvido em acidente. Após ser agredido, o homem, de 41 anos, pegou um martelo para se defender, quando o PM deu dois tiros à queima-roupa. Veja vídeo

Um homem, de 41 anos, que trabalhava como ajudante de pedreiro, foi assassinado por um Policial Militar durante abordagem em Fernandópolis, no interior de São Paulo. A família filmou toda a cena. Antes de dar dois tiros, o PM aplicou um mata-leão no homem, que quase ficou desacordado.

O caso aconteceu no bairro Acapulco na última sexta-feira (19). Segundo boletim de ocorrência, policiais foram chamados para prestar atendimento a um ciclista que tinha sido atropelado por uma mulher em uma moto e se deslocaram para o endereço.

Os PMs, então, foram à casa da mulher, que era casada com o ajudante de pedreiro. O homem teria se recusado a fornecer informações sobre a esposa e, segundo o B.O., teria agredido os policiais, que reagiram aplicando o mata-leão.

Após conseguir se soltar, o homem entrou em casa e pegou um martelo para se defender, quando o PM deu dois tiros à queima-roupa.

A Polícia Militar informou que afastou o PM das atividades e instaurou um inquérito para apurar a conduta dele.

Assista ao vídeo em reportagem da TV Bandeirantes

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR