Entrevista exclusiva com Lula
04 de dezembro de 2019, 14h13

PM de Doria matou jovem em baile do Heliópolis na mesma noite de ação em Paraisópolis

Vídeo gravado por um morador mostra policiais agredindo pessoas com cassetetes em uma das vielas da favela

Reprodução

Na mesma noite em que a Polícia Militar assassinava nove jovens em Paraisópolis, Zona Sul de São Paulo, outra pessoa era baleada na mesma “Operação Pancadão”. Desta vez, no Heliópolis, maior comunidade da capital paulista, que também fica na Zona Sul e faz limite com São Caetano, no ABC Paulista. Mortes aconteceram no último domingo (1).

Vídeo gravado por um morador mostra a PM de João Doria agredindo pessoas com cassetetes em uma das vielas da favela. Uma pessoa, que ainda não teve sua identidade revelada, morreu baleada.

Segundo o tenente-coronel Emerson Massera, porta-voz da Polícia Militar, a corporação fazia operações em pelo menos 200 pancadões naquela madrugada. Sobre o vídeo em que três policiais militares aparecem agredindo pessoas em uma viela, ele disse que não é possível afirmar que a ação fazia parte da mesma operação contra bailes funk.

No entanto, policiais militares negam participação na “Operação Pancadão”. Segundo eles, a presença na favela se justificou pelo evento “Pedala Anchieta”, que reuniu milhares de ciclistas no domingo na Via Anchieta. A missão, neste caso, seria apenas de “preservar e garantir a segurança do evento ciclístico”.

No entanto, segundo relato dos policiais militares, “as viaturas intensificaram o patrulhamento e quando se aproximaram de uma rua onde acontecia um baile funk, os policiais foram hostilizados e atacados com pedradas e garrafadas, razão pela qual foram utilizadas munições químicas para dispersar a multidão e fazer cessar as agressões.”

A corporação informou que o policial que aparece no vídeo foi identificado e afastado do policiamento nas ruas.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum