Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de novembro de 2019, 09h07

PM que assassinou Ágatha Félix estava “sob forte tensão”, diz testemunha em inquérito

Caso o pacote anticrime, de Sergio Moro, já tivesse sido aprovado, o PM poderia alegar que agiu sob "forte emoção" e requerer o "excludente de ilicitude" para reduzir ou anular a pena pelo assassinato

Ágatha Félix (Foto: Reprodução/Facebook)

O inquérito conduzido pela Polícia Civil sobre o assassinato da menina Ágatha Vitória Sales Félix, de 8 anos, no Morro da Fazendinha, no Complexo do Alemão, no dia 20 de setembro, concluiu que o tiro partiu de um fuzil de um policial militar, que cometeu um “erro de execução” ao dar um “tiro de advertência” para forçar a parada de dois homens que estavam em uma momento.

Segundo reportagem do jornal Extra, no inquérito, uma testemunha diz que o PM estava sob “forte tensão” devido à morte de um colega três dias antes e, por isso, pode ter confundido uma esquadria de alumínio que o garupa segurava com uma arma.

Caso o pacote anticrime, de Sergio Moro, já tivesse sido aprovado, o PM poderia alegar que agiu sob “forte emoção” e requerer o “excludente de ilicitude” para reduzir ou anular a pena pelo assassinato.

Investigação
O inquérito sobre o assassinato de Ágatha Félix deve ser enviado nesta terça-feira (19) à Justiça. Um relatório do Instituto de Criminalista Carlos Éboli (ICCE), entregue à Delegacia de Homicídios da capital (DH), apontou que um fragmento de projétil encontrado no corpo de Ágatha tinha ranhuras idênticas à do cano do fuzil usado pelo PM.

Ainda de acordo com o laudo, a bala atingiu primeiramente um poste. Foi um estilhaço que provocou a morte da menina, perfurando suas costas e saindo pelo tórax. A criança chegou a ser levada para a Unidade de Pronto-atendimento do Morro do Alemão, de onde foi transferida para a emergência do Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum