Por falta de leitos, mulher tem parto no chão da maior maternidade pública do Tocantins

Hospital enfrenta superlotação a pelo menos duas semanas. O local tem capacidade para 124 pacientes, mas está com 131 internações

Por falta de leitos disponíveis, uma mulher precisou realizar o parto de seu bebê no chão da maior maternidade pública do Tocantins, o Hospital Dona Regina. O caso aconteceu na madrugada desta segunda-feira (22).

“As enfermeiras pegaram um pano, botaram no chão, colocaram a mulher no chão e mandaram ela fazer força para a neném sair. A mulher teve a bebê dela no chão aqui do Dona Regina”, contou um acompanhante da paciente ao G1.

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou o episódio e disse que o parto foi normal e “com rápida evolução”.

A maternidade enfrenta superlotação há pelo menos duas semanas. Nesta terça-feira (23), a unidade apresenta uma taxa de ocupação de 106%. O local tem capacidade para 124 pacientes, mas atualmente está com 131 internações.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR