Prefeitura em SP vai mandar ‘sommelier’ de vacina para o fim da fila

Na cidade de São Bernardo do Campo a vacinação é por agendamento e muitos têm desistido de se imunizar ao chegarem no posto e descobrirem o fabricante da vacina

O prefeito de São Bernardo do Campo (SP), Orlando Morando (PSDB), anunciou em live nas redes sociais, na noite desta quarta-feira (30), que a partir desta quinta-feira (1), aqueles que tentarem escolher a vacina contra a Covid-19 que vão tomar serão mandados para o fim da fila.

Segundo Morando, somente nesta terça-feira (29) cerca de 200 pessoas recusaram a imunização ao descobrirem qual era a vacina.

Desde que as opções de imunizantes contra a Covid aumentaram no país, muitas pessoas têm adotado a prática que foi apelidada de “sommelier de vacina”. Isto é, querem escolher qual vacina vão tomar. As mais recusadas, por preconceito ou falta de informação, são as vacinas Coronavac e Oxford/Astrazeneca. Ambas são seguras e eficazes contra a doença do coronavírus.

“Essas pessoas que se recusam a tomar a vacina no dia serão submetidas para o fim da campanha de imunização, ou seja, depois do último adulto de 18 anos na fila”, disse Morando.

Na cidade, a vacinação tem se dado por meio de cadastro junto à prefeitura. Caso a pessoa agende horário para ser vacinada e, ao chegar no posto, recuse a dose, ela terá que assinar um termo e aguardar toda a população ser vacinada para poder se imunizar.

“Não se vacinar é um direito seu, ninguém faz nada obrigado. Mas também é um direito nosso te colocar no fim da fila porque tem a vacina, você não vai tomar porque não quer. Escolher vacina nós não vamos permitir. Tem tanta gente esperando a vacina, ansioso, e aquele que tem o direito simplesmente fala: ‘Não vou tomar vacina, essa eu não quero’. Então, se você não quer tomar vacina, é um direito seu”, completou o prefeito.

Notícias relacionadas

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR