Presidente do Flamengo é denunciado pelo MPF por gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro

Rodolfo Landim chegou a ser cotado como candidato a vice na chapa de Bolsonaro em 2022

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, que chegou a ser cotado como candidato a vice na chapa do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido), foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público Federal de Brasília pelo crime de gestão fraudulenta. Ele e outras quatro pessoas teriam atuado em uma operação financeira que causou prejuízo de R$ 100 milhões a fundos de pensão de funcionários de estatais.

Além disso, foram apontadas também pelo MPF suspeitas de lavagem de dinheiro realizada por meio de uma conta que era da titularidade de Rodolfo Landim no banco Credit Suisse, mantida entre 2008 e 2012.

O caso foi enviado para investigação da Polícia Federal.

Landim e os demais denunciados, de acordo com reportagem do Globo, eram gestores do Fundo de Investimento em Participações Brasil Petróleo 1, que captou recursos da Funcef (aposentados da Caixa), Petros (da Petrobras) e Previ (do Banco do Brasil). Na época dos fatos, entre 2011 e 2016, Landim atuou na empresa Mare Investimentos, que foi uma das responsáveis por gerir o FIP.

Leia mais sobre o assunto no Globo

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR