Fórumcast #20
08 de fevereiro de 2018, 12h11

Primeiro colocado em Direito na UFBA: “Que a escola pública sinta-se representada”

Ex-aluno da rede estadual na Bahia, negro, morador da periferia, filho de empregada doméstica e motorista de ônibus, Lívio Pereira, de 18 anos, é o primeiro da família a entrar em uma universidade.

Ex-aluno da rede estadual na Bahia, negro, morador da periferia, filho de empregada doméstica e motorista de ônibus, Lívio Pereira, de 18 anos, é o primeiro da família a entrar em uma universidade.

Da Redação*

Depois de dois anos de espera por uma vaga em universidade pública, o ex-aluno da rede estadual Lívio Pereira, 18 anos, foi o primeiro colocado na disputa por uma vaga no curso de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Depois de muitdedicação, o estudante – morador da Boca do Rio, filho de uma empregada doméstica e de um motorista de ônibus – pretende agora se atualizar das séries que curte na Netflix. As informações são do Correio da Bahia.

Lívio diz que nunca foi um aluno nota 10, mas que preocupação com os estudos chegou durante o 3º ano do ensino médio. “Com a pressão do Enem e do vestibular, eu comecei a estudar”. Ao fazer um curso técnico de segurança no trabalho, ele descobriu a paixão pelo Direito. Negro, morador da periferia, filho do motorista de ônibus Antônio Carlos e da doméstica Cristina Pereira, Lívio é o primeiro da família a entrar em uma universidade pública.

Veja também:  Bolsonaro debocha da Folha e chama Bolsa Família de "condução coercitiva"

No convívio dos amigos), Lívio é conhecido como Coroa. O apelido, segundo ele, veio por causa do seu gosto por cantores antigos, como Renato Russo, da Legião Urbana. “Os meus amigos gostam de pagode, mas eu curto rock brasileiro”, conta. O jovem também tem paixão pelos livros. A obra “Revolução do Bichos”, de George Orwell, é uma das suas prediletas. “Adoro ler, ver filmes e tocar violão”, resume o rapaz, que abre a sua caminhada na Faculdade de Direito da UFBA no dia 2 de abril.

*Com informações do Correio da Bahia

Foto: Reprodução/Facebook


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum