Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de fevereiro de 2019, 11h41

Protesto programado para este domingo pede punição para segurança que matou rapaz em supermercado

“Essas cenas constantes desse país colonial precisam acabar. Domingo, acontecerá o ato em repúdio, em frente ao supermercado”, escreveu Djamila Ribeiro

Foto: Reprodução/Vídeo/TV Globo

A morte do rapaz Pedro Henrique Gonzaga, de apenas 19 anos, brutalmente assassinado por Davi Ricardo Moreira, segurança do supermercado Extra, unidade da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, continua provocando revolta e indignação.

Um protesto foi marcado para este domingo (17), em frente ao Extra, local do crime. Além disso, as hashtags #ACarneMaisBarataDoMercado e #VidasNegrasImportam estão entre os assuntos mais comentados do Twitter, de acordo com informações de Luana Benedito, de O Dia.

“Pedro Gonzaga foi assassinado por um segurança do supermercado Extra, na Barra da Tijuca. Essas cenas constantes desse país colonial precisam acabar. Domingo, acontecerá o ato em repúdio, em frente ao supermercado”, escreveu Djamila Ribeiro, filósofa, ativista e autora do livro “Quem tem medo do feminismo negro?”, em sua página no Facebook.

O ato é um evento orgânico chamado por vários artistas e redes do movimento negro.

Liberado

O segurança Davi Ricardo Moreira foi indiciado apenas por homicídio culposo (quando não há intenção de matar), com agravante de inobservância de regra de profissão. Moreira chegou a ser detido, porém, pagou fiança de R$ 10 mil e foi liberado.

Imagens de vídeo e de Whatsapp mostram que pessoas que estavam perto do local alertaram para a gravidade do caso. “Está sufocando ele”, afirmou uma mulher. “Ele está com a mão roxa”, disse outra pessoa. Contudo, apesar dos avisos, o segurança não soltou o pescoço do jovem e ainda falou: “Cala a boca”.

Extra

O Extra voltou a se posicionar em relação ao caso, lamentando o episódio e reafirmando que os envolvidos foram “definitivamente afastados” e que “não aceita qualquer ato de violência”. O supermercado classificou a situação como “grave”.

Versão

Imagens exclusivas da Rede Globo mostram que o rapaz não estava tentando pegar a arma do segurança, versão alegada por Davi Ricardo Moreira.

Assistam ao vídeo:

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum