Quatro montadoras chinesas estariam interessadas na fábrica da Ford na Bahia

Apuração da CNN dá conta de que grupo Caoa estaria por trás da negociação; governo estadual fez contato com embaixadas de China, Coreia do Sul, Japão e Índia para buscar compradores

Quatro montadoras chinesas estariam interessadas em adquirir a fábrica da Ford em Camaçari, na Banhia. Segundo apuração do jornalista André Jankavski, do CNN Brasil Business, seriam as companhias Great Wall Motors, Changan Auto, Gelly e GAC. A negociação, de acordo com o repórter, seria conduzida pelo grupo Caoa, do empresário Carlos Alberto de Oliveira Andrade. Ele já fez parceria semelhante ao trazer a montadora Chery para o Brasil.

Na segunda-feira (11), a montadora norte-americana anunciou que vai fechar as suas três fábricas remanescentes no país, em Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE).

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou em suas redes sociais nesta terça-feira (12) que fez contato com as embaixadas de China, Japão, Índia e Coreia do Sul em busca de investidores interessados em assumir o parque industrial em Camaçari. Em sua publicação, ele destaca que ela é a “maior planta automotiva da América do Sul”.

O grupo de trabalho montado pelo governo baiano reúne, além de técnicos do estado, representantes da Federação das Indústrias, do Senai e do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari.

Sindicato

A entidade sindical anunciou que vai buscar uma negociação com a montadora, pois tinha um acordo de estabilidade até 2024. A estimativa do sindicato é que cerca de 12 mil empregos diretos e indiretos sejam afetados com a decisão da montadora em encerrar suas atividades.

Em suas publicações, o sindicato destaca que a Ford estava instalada em Camaçari desde 2001 e “durante todos esses anos contou sempre com incentivos fiscais”.

Com informações da CNN Brasil Business

Notícias relacionadas

Avatar de Fabíola Salani

Fabíola Salani

Graduada em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo. Trabalhou por mais de 20 anos na Folha de S. Paulo e no Metro Jornal, cobrindo cidades, economia, mobilidade, meio ambiente e política.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR