Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
31 de dezembro de 2019, 07h04

Quatro pessoas da mesma família morrem em edifício da Marinha após elevador despencar

O elevador despencou do nono andar em um edifício residencial para militares da Marinha, em Santos, no litoral de São Paulo

Um elevador despencou do nono andar e quatro pessoas da mesma família morreram em um edifício residencial para militares da Marinha, em Santos, no litoral de São Paulo, nesta segunda-feira (30), por volta das 20h.

Segundo a Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), as vítimas são a esposa e familiares de um suboficial da Marinha. O Corpo de Bombeiros informa que não havia mais ocupantes no interior da cabine no momento do acidente.

A queda do equipamento aconteceu em um edifício residencial localizado na Rua Guararapes, no bairro Vila Belmiro.

Equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, da Defesa Civil do Santos e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas para atender à ocorrência. A perícia também se dirigiu ao local. Os corpos foram retirados já na madrugada de terça-feira (31).

Segundo a Defesa Civil, as vítimas estavam em um elevador de serviço no momento do acidente. A Rua Guararapes foi totalmente interditada por equipes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos) de Santos.

Nota da Marinha

A Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP), informa com pesar a ocorrência de acidente com o elevador do Edifício Tiffany, Próprio Nacional Residencial de militares na cidade de Santos, que lamentavelmente vitimou a esposa e mais três familiares de um militar que serve na CPSP.

O Capitão dos Portos de São Paulo e a Tripulação da Capitania transmitem as condolências aos familiares e amigos pela inestimável perda. A Marinha está dando todo o suporte possível às famílias. O respectivo Inquérito Policial Militar será aberto para apurar o ocorrido.

Prefeitura de Santos

A Prefeitura de Santos lamenta profundamente a morte das vítimas do acidente no elevador de serviço do Edifício Tiffany.

Segundo a Prefeitura, um engenheiro da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Edificações foi ao local, acompanhado da equipe técnica da empresa que presta serviços de manutenção dos elevadores do prédio, para acompanhar o início das investigações sobre as causas da queda da cabine.

Em cumprimento à legislação municipal, cabe à empresa a responsabilidade de garantir a segurança do funcionamento dos elevadores. A Prefeitura faz fiscalizações periódicas em edifícios e especialmente em duas situações: denúncias na Ouvidoria Municipal ou observação de alteração no funcionamento do equipamento nos relatórios de regularidade.

A Ouvidoria Municipal aponta também que, até a presente data, não recebeu nenhuma denúncia ou registro de ocorrência sobre possíveis irregularidades no endereço do acidente. A Prefeitura ainda informa que todos os documentos relativos ao elevador em questão serão disponibilizados às autoridades policiais.

Segundo documentos apresentados pela empresa fornecedora do serviço, o elevador  estava com a manutenção em dia e totalmente regular .

Com informações do G1 e da Tribuna de Santos


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum