Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de abril de 2019, 21h51

Ratos de Porão “adota” pôster crítico a Bolsonaro que foi rejeitado pelo Dead Kennedys

"Se eles não querem, tem quem queira", escreveu Boka, baterista do Ratos de Porão, ao compartilhar uma imagem adaptada da arte de Cristiano Suarez que foi preterida pela banda de punk norte-americana; outras bandas brasileiras aderiram ao poster. Confira

Reprodução

A banda de punk brasileira Ratos de Porão resolveu “adotar” o pôster crítico a Jair Bolsonaro que foi rejeitado pela banda de punk norte-americana Dead Kennedys.

De autoria do artista alagoano Cristiano Suarez, o pôster, que foi inicialmente divulgado pela produtora da turnê do Dead Kennedys no Brasil, ironiza Bolsonaro e seus eleitores ao estampar uma família com camisetas da seleção brasileira, maquiagens e perucas do palhaço Bozo e armas nas mãos, enquanto favelas explodem ao fundo. A imagem rapidamente viralizou nas redes sociais, mas, horas depois, o Dead Kennedys divulgou uma nota informando que a arte não havia sido autorizada e que não representava o poscionamento político da banda.

Boka, baterista do Ratos de Porão, no entanto, gostou. “Se eles não querem, tem quem queira”, escreveu no Instagram junto a uma imagem do flyer que era para ser do Dead Kennedys adaptado para a banda brasileira.

O vocalista, João Gordo, também compartilhou a arte em seu Instagram: “Agora sim!”, escreveu.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Agora sim !

Uma publicação compartilhada por velho ranzinza (@jgordo) em

Outras bandas aderem 

Além do Ratos de Porão, inúmeras outras bandas nacionais se apropriaram do cartaz rejeitado pelo Dead Kennedys através da campanha #AdoteEsseFlyer.

Confira.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum