Bolsonaro inaugura centro de Turismo em Manaus em meio à pandemia

O presidente, que não esteve na capital amazonense durante o pico da pandemia, foi ao estado do Amazonas para receber homenagem e inaugurar Centro de Convenção

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que está de passagem pelo estado do Amazonas, participou de solenidade que marcou a inauguração do Centro de Convenções do Amazonas nesta sexta-feira (23). Contrariando as medidas sanitárias, o evento estava lotado com apoiadores do presidente. O objetivo do lançamento do Centro é, segundo o presidente, “resgatar o turismo do Amazonas”.

Antes de discursar, Bolsonaro foi homenageado e recebeu o título de Cidadão Amazonense. A homenagem foi proposta pelo deputado estadual Delegado Péricles (PSL), que quase teve aprovação unânime na Assembleia Legislativa do Amazonas. Apenas um deputado votou contrário à concessão do título, Serafim Corrêa (PSB).

Ao discursar, o presidente Bolsonaro adotou tom eleitoreiro e afirmou que livrou o Brasil da “esquerda atrasada” e que se o país estivesse sendo governado por Fernando Haddad (PT) a situação estaria pior.

“O Brasil começou a sair das garras da nefasta esquerda brasileira, estes do atraso em qualquer lugar do mundo começaram a ficar para trás… imagina essa pandemia com Haddad presidente, estaríamos num lockdown nacional, graças a Deus isso não aconteceu”, disse Bolsonaro.

Durante a sua fala, Bolsonaro afirmou que o seu governo conseguiu reduzir “muito” as sequelas da pandemia e afirmou que isso foi alcançado graças ao trabalho do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que estava presente no evento.

Apesar do discurso de Bolsonaro, durante o pico da pandemia no Amazonas, quando os hospitais ficaram sem oxigênio e o estado teve de contar com a ajuda da Venezuela, o presidente não esteve presente no estado para prestar solidariedade às vítimas da Covid-19 e à população amazonense.

Notícias relacionadas

Avatar de Marcelo Hailer

Marcelo Hailer

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR