Fórumcast #19
22 de julho de 2019, 15h42

Renata Fan condena torcedora gremista agredida ao lado de criança em Gre-Nal

A apresentadora do "Jogo Aberto", da Band, responsabilizou a mãe da criança pelas agressões sofridas após o clássico entre Grêmio e Internacional

Reprodução

Durante a edição desta segunda-feira (22) do programa “Jogo Aberto”, da Band, a apresentadora Renata Fan criticou a torcedora gremista que foi agredida no estádio após o clássico Gre-Nal por ter “desrespeitado o bê-á-bá do futebol” e levado o filho junto. O ex-jogador Denílson divergiu da jornalista.

“A gente sabe que o bê-á-bá do futebol não permite isso. Por exemplo, você não pode ir no meio da torcida do Palmeiras e levantar uma camisa do Corinthians. Isso é o bê-á-bá do futebol. O problema todo é que essa moça estava com uma criança, que foi, de certa maneira, coagida, intimidada, pode ficar traumatizada. Uma criança que está aprendendo a ser um torcedor. Acho que teve truculência dos torcedores do Inter, mas entendo que a mãe deveria zelar um pouquinho mais pelo bem-estar do filho dela”, criticou Renata.

A apresentadora também condenou a atitude dos colorados, mas reafirmou que a mãe da criança tem culpa no episódio. “Torcedor não tem que puxar camisa, eu condeno essa atitude, e condeno uma mãe que leva um filho e faz isso, expondo a criança que ela levou ao estádio no setor errado, num lugar que ela não poderia estar como torcedora do Grêmio. Tem limites e regras”, avaliou.

Veja também:  Deputado do PSL chama Nordeste de "estado" e recebe críticas nas redes

O ex-jogador Denílson rebateu as palavras de Fan e afirmou que a agressão não tem justificativa. “Independentemente de ter criança, isso não pode acontecer. Tem a questão do bê-á-bá, mas, quando parte para a agressão, perde totalmente a razão. Isso poderia ter sido evitado”, retrucou.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum