Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de fevereiro de 2018, 18h08

SBPC organiza abaixo-assinado em defesa do cientista Elisaldo Carlini

De acordo com o manifesto, intimação do pesquisador é “uma provocação cruel e vazia contra um cientista que dedicou toda sua vida à fronteira do conhecimento”

O professor Carlini foi chamado para depor na polícia de São Paulo, para prestar depoimento sob a alegação de fazer apologia ao uso de drogas – Foto: José Luiz Guerra/Imprensa/Unifesp

A SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência) organizou um abaixo-assinado em defesa do cientista e professor emérito da Unifesp, Elisaldo Carlini, e pela liberdade de pesquisa científica no País. Aos 88 anos de idade, 62 anos dedicados à pesquisa sobre os efeitos de entorpecentes, e com mais de 12 mil citações de seus trabalhos em artigos científicos de todo o mundo, o professor foi chamado para depor na polícia de São Paulo, na última quarta-feira (21), para prestar depoimento sob a alegação de fazer apologia ao uso de drogas. As informações são do blog Nocaute.

De acordo com o manifesto da instituição, a ação é “uma provocação cruel e vazia contra um cientista que dedicou toda sua vida à fronteira do conhecimento”. A SBPC ressalta a importância da campanha, já que a intimação atinge não apenas Carlini, mas “todos os cientistas brasileiros e ameaça à liberdade de pesquisa e de expressão”.

Durante o regime militar, a SBPC cumpriu um importante papel de resistência, manifestando-se contra perseguições a professores, pesquisadores e estudantes, e interferências nos sistemas educacional e científico que pudessem ferir a autonomia das universidades.

As reuniões anuais da instituição eram palco para manifestações políticas contra a ditadura. Com outros canais de manifestação fechados pelo governo militar, a SBPC passou a ser um dos poucos espaços com alguma liberdade para se posicionar politicamente.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum