Fórum Educação
10 de dezembro de 2019, 11h23

Seguranças que agrediram adolescente negro foram afastados, diz Metrô

No úlitmo domingo (8), funcionários agrediram violentamente um adolescente de 15 anos após suspeita de furto dentro da estação

Foto: Reprodução

O Metrô de São Paulo informou nesta terça-feira (10) à Fórum que os seguranças envolvidos na agressão de um jovem negro dentro de estação já foram afastados e que o ocorrido está sendo apurado. Caso aconteceu no último domingo (8), quando o adolescente de 15 anos foi levado para uma salinha na estação Tamanduateí, da Linha 2 – Verde, e forçado a confessar que teria realizado furtos, crime que ele não cometeu.

Em vídeo, três seguranças aparecem segurando o rapaz, dando um mata-leão e jogando-o no chão. Um multidão se aglomerou em volta pedindo que cessassem as agressões contra o jovem. Segundo testemunhas, quanto mais pedidos, mais agressivos ficavam os seguranças.

“Cheguei quando eles já estavam torcendo o braço dele. Começou a aglomerar bastante gente, comecei a gritar para soltar, que não precisava daquela força, o pessoal em volta gritou também”, conta a pesquisadora Fernanda Harumi ao Ponte Jornalismo. “Eles  só foram intensificando a agressão. Quanto mais falávamos, mais faziam”, completou.

De acordo com in formações da Ponte, a agressão na plataforma durou cerca de quatro minutos. Depois disso, o rapaz foi levado para uma sala, onde seguiram as agressões. “O menino relatou que depois desse momento do vídeo ele foi levado para uma salinha na estação Tamanduateí, revistado e agredido pelos seguranças com tapas na cabeça.

“Eles queriam obrigá-lo a falar que ele estava com drogas e furtando, sem ele estar cometendo nenhum ilícito. Uma PM estava na sala e teria se omitido diante das agressões”, afirmou o advogado Ariel de Castro Alves, integrante do Conselho Estadual de Direitos Humanos (Condepe) que acompanha o caso.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum