VIOLÊNCIA URBANA

Médico de Lula é rendido por assaltantes armados em São Paulo

O cardiologista Roberto Kalil Filho é também diretor do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês; Ele teve uma arma apontada contra si e objetos roubados, mas não se feriu

Lula e Kalil.Créditos: Ricardo Stuckert
Escrito en BRASIL el

Roberto Kalil Filho, diretor do Centro de Cardiologia do Hospital Sírio-Libanês e médico do presidente Lula (PT), foi assaltado na manhã desta terça-feira (12) no centro de São Paulo. Ele chegava ao seu consultório particular quando era seguido por três criminosos que estavam em duas motos.

O profissional tem o consultório particular no bairro da Bela Vista, centro da capital paulista, bem próximo do hospital onde também atende. A ocorrência aconteceu quando ele ia para o trabalho.

Ao chegar no local, quando entrava na garagem do imóvel, foi abordado. Ele teve uma arma apontada contra si e uma série de objetos de valor levados pelos assaltantes como aliança de casamento, óculos e um relógio de luxo.

Um segurança do prédio onde funciona o escritório chegou a disparar contra os assaltantes, sem sucesso. Os homens conseguiram fugir.

“Apesar da violência, ele não foi ferido e está bem. Ao chegar na garagem do prédio do seu consultório, no bairro da Bela Vista, o médico foi abordado por criminosos que estavam armados. Sem reagir, prontamente entregou o que queriam: um relógio de pulso. O médico fez boletim de ocorrência e está atendendo seus pacientes normalmente”, diz nota publicada pela assessoria de Kalil.

O Hospital Sírio-Libanês também se pronunciou sobre o assalto. Lamentou o ocorrido, comemorou o fato de o médico não ter sido ferido e confirmou os demais detalhes da história. Quem ainda não se pronunciou foi a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Assim que o fizer essa matéria será atualizada.