Suspeito de matar morador de rua com tiro na cabeça, empresário de Cuiabá responde em liberdade

Imagens de câmeras de segurança mostram Rafik Samir Feguri fazendo disparos com arma de fogo no local em que um morador de rua foi encontrado baleado; ele responderá em liberdade pois foi detido após período de flagrante

Mesmo com arma irregular apreendida, imagens de câmeras de segurança e depoimentos de testemunhas, o empresário Rafik Samir Feguri, suspeito de assassinar um morador de rua em Cuiabá com um tiro na cabeça, foi liberado pela polícia e responderá ao processo em liberdade.

Identificado como Cilce Pereira da Silva, o morador de rua foi encontrado baleado com um tiro na cabeça em um terreno baldio próximo à Rodoviária de Cuiabá, no último sábado (16). O homem chegou a ser socorrido e morreu no hospital.

Acionada, a Polícia Militar recebeu informações de testemunhas de que o autor dos disparos seria Rafik, que é dono de uma cervejaria na região, e que o crime teria sido motivado por uma discussão.

Imagens de câmeras de segurança mostram Rafik na cena do crime disparando com arma de fogo três vezes e depois fugindo.

Na segunda-feira (18), a Polícia Militar localizou o empresário em seu comércio, anexo a um posto de gasolina, e apreendeu a arma que teria sido utilizada no crime e que está em situação irregular.

Conduzido para a Central de Flagrantes, Rafik prestou depoimento e disse que atirou contra um matagal, e não contra a vítima. Segundo a Polícia Civil, o suspeito foi liberado em seguida e responderá ao processo em liberdade pelo fato de que, no momento da detenção, ele já não estava mais no período de flagrante.

O caso segue sob investigação por parte da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

*Com informações do G1, Gazeta Digital e RDNews

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR