Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
13 de março de 2018, 16h44

Técnico da “geração de prata” do vôlei, Bebeto de Freitas morre de parada cardíaca

Aos 68 anos de idade, dirigente do Atlético Mineiro e ex-presidente do Botafogo do Rio morre dentro da concentração do clube mineiro

Bebeto de Freitas, de 68 anos, diretor de administração e controle do Atlético-MG, passou mal no hotel da concentração e morreu – Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

O movimento de ambulâncias e a chegada de um helicóptero mudou a rotina do Centro de Treinamento do Atlético Mineiro, na tarde desta terça-feira (13). Segundo informações de Rafael Araújo, do Globoesporte.com, o socorro médico foi chamado para atender Bebeto de Freitas, de 68 anos, diretor de administração e controle do clube, que passou mal no hotel da concentração. No entanto, o dirigente acabou falecendo, vítima de parada cardíaca, antes de ser levado para um hospital.

A carreira esportiva de Paulo Roberto Freitas, o Bebeto de Freitas, é extensa: foi jogador e técnico da seleção brasileira de voleibol. Foi treinador da “geração de prata” nos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles. No futebol, teve a primeira passagem pelo Atlético-MG em 1999. Trabalhou no clube ainda em 2001. Foi presidente do Botafogo entre 2003 e 2008. Posteriormente, voltou ao Galo como diretor-executivo, em 2009. Assumiu a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer na gestão de Alexandre Kalil na prefeitura de Belo Horizonte, no início de 2017. Com a eleição de Sérgio Sette Câmara para presidente do Atlético-MG, no final do ano passado, retornou ao clube, desta vez no cargo de diretor de administração e controle.

A situação alterou a programação do Atlético-MG na tarde desta terça-feira. O time se prepara para o confronto com o Figueirense, pela terceira fase da Copa do Brasil, marcado para esta quarta-feira (14), às 21h45 (de Brasília), no Independência. Uma das coletivas que aconteceria no CT alvinegro foi cancelada. Jogadores e dirigentes do clube, que ficaram na parte de cima do centro de treinamento, onde a imprensa não tinha acesso, se mostravam muito abatidos com o ocorrido.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum