Fórumcast #19
19 de março de 2019, 10h06

Terceiro jovem envolvido no massacre de Suzano é apreendido e vai para a Fundação Casa

O jovem apreendido é ex-aluno da Raul Brasil e estudou na sala de Guilherme Taucci Monteiro tido pela polícia como líder do ataque a tiros

O terceiro envolvido no massacre de Suzano, entre Luiz Henrique e Guilherme (Montagem)

A Polícia de São Paulo apreendeu na manhã desta terça-feira (19) o adolescente suspeito de ser o terceiro envolvido no massacre que resultou na morte de cinco alunos e duas funcionárias na Escola Estadual Raul Brasil e de um empresário, em Suzano (SP).

O jovem de 17 anos foi apreendido na casa onde mora e levado ao IML de Suzano. Por volta das 8h40, ao lado da mãe, seguiu para o Fórum da cidade, onde passará por audiência de apresentação.

Leia também: Robôs de Bolsonaro viralizam texto fake de padre Fábio de Melo sobre massacre em Suzano

A juíza Erica Marcelina Cruz, da Vara da Infância e da Juventude, determinou nesta segunda (18) a internação por 45 dias na Fundação Casa.

Nesta segunda (18), a polícia apresentou ao Ministério Público um novo relatório com os resultados das buscas feitas na casa do menor. Entre os itens encontrados estavam ao menos anotações, desenhos e bota militar muito semelhantes às achadas na casa dos dois atiradores.

Veja também:  Investimento de 6,5% do orçamento previsto para segurança revela mais uma falácia de Bolsonaro

Na sexta-feira (15), o adolescente de 17 anos chegou a se apresentar ao fórum, mas negou a participação durante uma oitiva com o Ministério Público e foi liberado —a promotoria não encontrou indícios suficientes para apresentar denúncia.

O jovem apreendido é ex-aluno da Raul Brasil e estudou na sala de Guilherme Taucci Monteiro, 17, tido pela polícia como líder do ataque a tiros.

Em princípio, o envolvimento do terceiro suspeito ocorreu no planejamento do crime, segundo o delegado Ruy Fontes. O dono do estacionamento onde Guilherme Taucci e Luiz Henrique de Castro, 25, guardaram o carro usado no ataque teria informado à polícia sobre a participação de outro adolescente.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum