Tia de Lázaro diz que ele ligou para a mãe logo após chacina da família

"A gente não dorme. Qualquer coisa que passa na rua, a gente acha que é ele chegando. E medo também dos revoltados, tem muita revolta aí", disse ainda a tia

A tia do criminoso Lázaro Barbosa, de 32 anos procurado há 14 dias pelas polícias de Goiás e do Distrito Federal, afirmou que o logo após a morte de uma família na Ceilândia (DF), crime do qual é suspeito, ele ligou para a mãe que mora no interior da Bahia e disse que não agiu sozinho.

“Ele disse para mãe dele que não estava sozinho e disse para as pessoas que ele entrou nas casas depois. Ele mesmo vendo na televisão dizendo ‘tá vendo aquilo ali? Ali não foi eu sozinho não’. Ele fala que a mulher, a mãe dele perguntou pela mulher, ele fala ‘a mulher não está comigo, não foi eu quem pegou a mulher, quem pegou a mulher foram os outros’, mas não se refere a quem”, disse a mulher que preferiu não se identificar, em entrevista ao programa “1º Jornal”, da Band.

Notícias relacionadas:

Pastor Isidório vai para o mato camuflado caçar Lázaro Barbosa; veja o vídeo

Esposa de Lázaro Barbosa diz que foi torturada por policiais e faz apelo: “Se entregue”

Aos 72 anos, deputada bolsonarista pega fuzil e sobe em helicóptero para “caçar” Lázaro Barbosa

A tia de Lázaro relatou também que deixou a casa onde mora e que toda a família hoje vive com medo. “A gente não dorme. Qualquer coisa que passa na rua, a gente acha que é ele chegando. E medo também dos revoltados, tem muita revolta aí”, disse ela.

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.