Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de setembro de 2019, 08h46

Torturado por furtar chocolates, adolescente disse que foi chicoteado com fios elétricos por seguranças

Jovem, de 17 anos, disse à polícia que foi chicoteado com fios elétricos torcidos por cerca 40 minutos e ameaçado de morte por furtar uma barra de chocolate

Trecho do vídeo em que o jovem é torturado - Foto: Reprodução/Redes sociais

Um adolescente de 17 anos foi torturado por seguranças após tentar furtar chocolates no supermercado Ricoy, na Vila Joaniza, Zona Sul de São Paulo. O jovem disse à polícia que foi chicoteado com fios elétricos torcidos por cerca 40 minutos e ameaçado de morte. Ainda segundo a vítima, é a terceira vez que essa agressão ocorre pelos mesmos seguranças do supermercado. As informações são do portal G1.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

O caso foi registrado como tortura na segunda-feira (2) pelo 80º Distrito Policial e os dois seguranças foram afastados. De acordo com o boletim de ocorrência, o adolescente disse que tentou furtar uma barra de chocolate quando foi abordado. Os dois seguranças então o levaram para um quarto nos fundos da loja, onde ele foi despido, amordaçado e amarrado.

“Eu fui pegar um chocolate. Aí, eles me pegaram, me levaram no quartinho e me deram uma pá de chicotada. Aí eles falaram que se eu falasse pra alguém iam me matar ainda, me ameaçaram de morte. Muita maldade isso daí”, disse o jovem, que não registrou boletim de ocorrência no mês em que ocorreu o crime, em julho, e que disse não saber se outras pessoas presenciaram a agressão.

O adolescente, que mora na rua desde os 12 anos, disse que já passou pela Fundação Casa, mas que agora não deve nada à Justiça. “Quero justiça contra isso, eles fizeram na maldade quero por eles dentro das grades”, afirmou.

Em nota, o supermercado disse que repugna a atitude dos seguranças. “A empresa repugna esta atitude e foi com indignação que tomou conhecimento dos fatos por intermédio da reportagem. Que a empresa não coaduna com nenhum tipo de ilegalidade e colaborará com as autoridades competentes envolvidas na apuração do caso, a fim de tomar as providências cabíveis”, diz a nota.

Veja vídeo:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum