Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de fevereiro de 2019, 08h39

Trens colidem na estação de São Cristóvão, no Rio. Maquinista fica preso entre as ferragens

De acordo com o Corpo de Bombeiros, outras sete pessoas ficaram feridas. Elas foram encaminhadas para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro

Foto: Reprodução Rede Globo

Dois trens colidiram na Estação de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, na manhã desta quarta-feira (27). De acordo com informações da SuperVia, o acidente foi entre duas composições do ramal de Deodoro. Bombeiros estão no local da colisão e tentam retirar o maquinista de um dos trens, que ficou preso às ferragens.

O choque foi tão violento que uma das maiores dificuldades encontradas pelos bombeiros no resgate é que a cabine onde acabou se desprendendo do chassi e o maquinista ficou preso.

De acordo com a corporação, outras sete pessoas ficaram feridas. Elas foram encaminhadas para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dessas vítimas. Com o impacto da batida, uma das composições descarrilou.

A concessionária informou em nota que o acidente foi por volta das 6h30 e que uma sindicância investigará o que causou o acidente:

“A SuperVia informa que, por volta das 6h30 dehoje (27/02), dois trens do ramal Deodoro com passageiros, colidiram na altura da estação São Cristóvão. A concessionária acionou imediatamente o Corpo de Bombeiros. Os trens deste ramal estão com intervalos irregulares e não estão parando na estação Praça da Bandeira, no sentido Deodoro, e na estação São Cristovão, no sentido Central do Brasil. Os passageiros estão sendo informados pelos canais de comunicação da concessionária. A empresa está instaurando uma sindicância para apurar as causas do acidente”.

Com informações do Extra

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum