Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
09 de dezembro de 2019, 18h42

TST derruba medida que confiscou R$ 5,8 milhões de entidades sindicais de petroleiros

Decisão do ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho foi em represália ao descumprimento de uma decisão monocrática, impedindo a greve dos sindicatos dos petroleiros ligados à FUP

Foto: Agência Brasil

A Seção de Dissídios Coletivos (SDC) do Tribunal Superior do Trabalho (TST) derrubou, nesta segunda-feira (9), por 4 votos a 3, a decisão do ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, que havia confiscado R$ 5,8 milhões de dez entidades sindicais de petroleiros. As informações são do Blog de Marcelo Auler.

A decisão de Gandra foi em represália ao descumprimento de uma decisão monocrática que ele tomou, em 22 de novembro, impedindo a greve dos sindicatos dos petroleiros ligados à Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

O movimento aconteceu na segunda e na terça-feira seguintes (25 e 26/11). O confisco do dinheiro se deu logo em seguida, com a greve já suspensa.

Constituição

João Batista Brito Pereira (presidente do Tribunal), Lelio Bentes Corrêa (corregedor-Geral da Justiça do Trabalho), Maurício Godinho Delgado e Kátia Magalhães Arruda avaliaram que Gandra desrespeitou a Constituição ao considerar a greve ilegal antes da sua efetivação.

Os quatro também contaram que o ministro não poderia, de forma monocrática, determinar a multa que estipulou, cobrando-a imediatamente após, por intermédio de confisco bancário.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum