Líder da greve dos caminhoneiros no Porto de Santos é preso

Em nota, Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista afirma que Alexsandro Viviani, líder do movimento de greve dos caminhoneiros no Porto de Santos, foi preso em ação violenta da Polícia

Uma nota divulgada na tarde desta segunda-feira (17) pelo Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista (Sindipetro) afirma que o presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira (Sindicam), Alexsandro Viviani, o Italiano, que lidera o movimento grevista dos caminhoneiros no porto de Santos foi preso.

Leia também:
Petroleiros se unem a caminhoneiros: Do poço à roda, vamos parar o Brasil
Vídeo: Caminhoneiros enfrentam Justiça e fazem ato para paralisar Porto de Santos

“A Polícia Militar reprimiu violentamente, agora pouco, a greve dos caminhoneiros. Inclusive o presidente do Sindicato, Alexsandro Viviani, o Italiano, que está ao lado do diretor do Sindipetro-LP, Fábio Mello, no vídeo, foi detido. Uma repressão desproporcional e injustificada, sindicato e trabalhadores pacificamente protestavam e faziam o trabalho de convencimento para que os colegas aderissem à greve”, diz a nota divulgada pelo Sindipetro nas redes sociais.

https://www.facebook.com/sindipetrolp/videos/2577063822507134

A Fórum confirmou a prisão através de fontes que estavam no local e não conseguiu contato por telefone ou Whatsapp com o líder dos caminhoneiros.

Viviani lidera desde a zero hora desta segunda-feira a paralisação da categoria no porto, em protesto contra o novo Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do cais, reivindicam um valor mínimo para serviços de frete e a retirada do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.