Brasil

“Vacinas foram todas do governo federal”, mente Flávio Bolsonaro antes de votação do relatório da CPI

Senador, que é filho do presidente, só não mencionou os 101 e-mails da Pfizer ignorados, a tentativa de barrar a CoronaVac, trazida por Doria, e as reiteradas fake news de sua família para tentar impedir imunização

Compartilhar

O senador Flávio Bolsonaro (Patriotas-RJ) disse, momentos antes da votação do relatório final da CPI do Genocídio, que “todas as vacinas foram responsabilidade do governo federal”, chefiado por seu pai.

A fala do parlamentar só não citou as tentativas insistentes do clã ao qual pertence e de correligionários da família de atrapalhar e vetar a imunização no Brasil. O governo federal ignorou 101 e-mails da farmacêutica norte-americana Pfizer, que tentava a todo custo vender milhões de doses de sua vacina para o país no ápice das mortes pela doença provocada pelo Sars-Cov-2.

Também não foi dito por Flávio Bolsonaro que o governo liderado por seu pai tentou boicotar de todas as formas a utilização da CoronaVac, imunizante criado pela chinesa Sinovac, trazido ao Brasil pelo governador paulista João Doria, numa parceria com o Instituto Butantan. O produto foi apelidado de “vachina” por Bolsonaro, que diariamente falava mal do imunizante e estimulava a população a rejeitá-lo. Após ver suas tentativas de boicote irem por água abaixo, o governo federal reivindicou os vários lotes com milhões de doses do produto chinês para incorporá-lo ao Plano Nacional de Imunização (PNI).

Um dos últimos episódios envolvendo o presidente da República em sua cruzada contra a imunização dos brasileiros ocorreu na última quinta-feira (21), quando Jair Bolsonaro disse, durante sua habitual live semanal, que aqueles que se vacinaram com as duas doses contra a Covid-19 estavam desenvolvendo Aids, a Síndrome da Imunodeficiência Humana Adquirida, provocada pelo vírus HIV, transmissível por relações sexuais e transfusões de sangue. A fala, bizarra, gerou forte repercussão no Brasil e no mundo e foi repudiada por autoridades públicas e científicas.

Notícias relacionadas

Este post foi modificado pela última vez em 26 out 2021 - 19:04 19:04

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.

Por
Henrique Rodrigues

Última hora

  • Cultura

“Marighella” será exibido na quadra do Sindicato dos Bancários em SP

Evento gratuito e aberto para a população nesta sexta-feira (3) contará com presença de estudantes…

2 dez 2021 - 23:07
  • Alexandre Padilha

Variante Ômicron: o que temos que fazer – Por Alexandre Padilha

Por mais que a ciência tenha desenvolvido em pouco tempo vacinas eficazes contra a Covid-19,…

2 dez 2021 - 22:45
  • Debates

Improbidade administrativa em xeque – Por Gilmar Brunizio

É primordial ficar atento às novas regras sobre indisponibilidade de bens e as alterações da…

2 dez 2021 - 22:32
  • Notícias

Maria Paula e Adriana Samartini agitam live em concurso cultural de bancários da Caixa

Final do "Talentos 2021" é neste sábado (4), às 17h. Concurso é realizado pela Fenae…

2 dez 2021 - 22:22
  • Redes Sociais

Live do Podpah com Lula tem mais de 2 milhões de acessos e “flopa” transmissão de Bolsonaro

Entrevista de Lula ao podcast Podpah chegou a ter quase 300 mil ouvintes simultâneos no…

2 dez 2021 - 22:20
  • Debates

Do gado nelore ao gado bolsonarista: povo marcado, povo feliz!

O touro da B3, a prova do ENEM, e o futuro da agropecuária no Brasil...…

2 dez 2021 - 22:10