Véio da Havan diz que São Paulo é o estado mais comunista: É o grande problema do Brasil

O empresário bolsonarista ainda chamou de "ativista político" o juiz Walmir Idalêncio dos Santos Cruz, de Marília, interior paulista, por lacrar a unidade da rede na cidade, que começou a vender arroz e feijão para manter as portas abertas

Luciano Hang, o véio da Havan, disse, em entrevista à revista Veja nesta quinta-feira (22), que “o grande problema não só da Havan, mas do Brasil, é São Paulo”, que considera o estado “mais comunista” do país.

“Eu sempre falo que o Brasil é um país comunista, onde o poder público quer mandar no cidadão. Aliás, hoje o estado mais comunista do Brasil se chama São Paulo. São Paulo hoje quer mandar na população. Veja que pararam tudo há 60 dias atrás, quando a maioria das cidades não tinha nenhum caso de Covid-19. Isso é coisa de maluco, de incompetente, de quem não sabe administrar. O grande problema não só da Havan, mas do Brasil, é o estado de São Paulo”, afirmou ele, ressaltando que as 11 lojas dele em São Paulo representam entre 15% e 20% do faturamente da rede.

O empresário bolsonarista ainda criticou o juiz Walmir Idalêncio dos Santos Cruz, de Marília, interior paulista, por lacrar a unidade da rede na cidade, que começou a vender arroz e feijão para manter as portas abertas, alegando ser um hipermercado.

“O juiz não tem de dar opinião dele, tem de se ater a fatos. O juiz de Marília está sendo ativista político. Ele tem ideologia, é diferente. Foi o único que deu uma decisão esdrúxula e pessoal”, disse Hang, que se coloca como “vítima de juízes, de procuradores, de promotores, que usam sua caneta para impor sua ideologia”.

Em sua decisão, o juiz diz que “sustentar em juízo que a Havan é supermercado, com todas as vênias, é atentar contra a realidade dos fatos e basta uma simples consulta ao sítio eletrônico da empresa impetrante para que se possa chegar a tal conclusão”.

“Viola não apenas o princípio da legalidade, mas também o da isonomia, conferindo a impetrante favorecimento frente a outras lojas de departamento desta mesma urbe e estabelecendo verdadeira concorrência desleal, o que não se pode conceber”, decidiu o magistrado.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR