Fórumcast #20
14 de janeiro de 2019, 14h33

Vendedor que filmou Damares Alves em loja é demitido

Na semana passada, Thiego Amorim entrou com uma representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Damares Alves alegando constrangimento e ameaça.

Reprodução

Thiego Amorim, que filmou a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, na loja de um shopping em Brasília foi demitido. A informação foi publicado pelo próprio Thiego, neste domingo (13), nas redes sociais.

“Amores, venho atrás desse post informa lo que não faço mas parte do quadro de funcionários da marca. Ali ficou pequeno demais pra mim. Agradeço o apoio de todos e já tô pronto pra próxima batalha”, publicou na sua página no Facebook.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Na semana passada, Thiego entrou com uma representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a ministra alegando constrangimento e ameaça.

De acordo com o vendedor, uma assessora que estava com a ministra no shopping teria dado um tapa na sua mão, enquanto Amorim pegava o celular para começar a gravar. Sá revelou que o vídeo que viralizou não mostra todos os fatos que ocorreram na loja.

Veja também:  Mais de 150 municípios terão atos contra os cortes na educação neste 13 de agosto

O caso
Thiego Amorim, de 34 anos, questionou a razão pela qual Damares estava vestindo uma camisa azul, durante visita da ministra na loja em que ele trabalha, e a ministra disse que estava sendo constrangida.

“Eu falei ‘vem cá, que história é essa de menino ter que usar azul e menina ter que usar rosa?’. Aí, ela se aproxima de mim, põe a mão em cima do meu pescoço, sabe? Como se fosse um ato de ‘escuta aqui’. E disse ‘eu vou acabar com a ideologia de gênero nas escolas brasileiras’”, alegou.

Amorim disse que respondeu: “Aí, eu falei que isso não existe. Ela falou: ‘eu sou professora, isso existe’. Eu falei: ‘amor, minha mãe é professora e leciona há 20 anos e nunca levou isso para a escola’. Eu perguntei a ela: ‘por que você está de azul, então?’. Foi a hora que ela saiu e falou: ‘você está me constrangendo’”, justificou.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Veja também:  MP investiga Ricardo Salles por enriquecimento ilícito de R$ 7,4 milhões em cinco anos

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum