Vereador ligou para governador do Rio, Cláudio Castro, após morte de Henry

Jairinho (Solidariedade) teria ligado para dar explicações sobre a morte do menino ao governador e repetiu a versão que tem mantido à polícia - de que o menino foi encontrado desacordado no quarto dele

Investigado pela morte do enteado Henry, de 4 anos, o vereador Jairinho (Solidariedade) ligou para o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), horas depois da morte do menino, que teve o corpo levado por ele e a mãe, a professora Monique Medeiros, a um hospital na Barra da Tijuca no dia 8 de março.

Notícias relacionadas

Segundo informações de Lauro Jardim, na edição desta quinta-feira (1º) do jornal O Globo, Jairinho teria ligado para dar explicações sobre a morte do menino ao governador e repetiu a versão que tem mantido à polícia – de que o menino foi encontrado desacordado no quarto dele.

Além de Castro, Jairinho falou com uma ex-namorada sobre o resultado de seu antibiograma, um exame laboratorial que ela realizaria depois de se queixar de ardência ao urinar.

De acordo com a mulher, Jairinho teria escrito no WhatsApp: “Preciso saber o que deu no antibiograma. Tem que tratar, tem que tratar”. Ao responder que não fez o exame, ela foi repreendida por ele: “Que loucura é essa?”

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.