VÍDEO: De joelhos para limpar o chão, funcionário do Carrefour é humilhado por gerente

Caso aconteceu em unidade do hipermercado em Campo Grande (MS) e gerou revolta nas redes sociais, visto que a empresa tem histórico de racismo e até mesmo um homicídio em uma de suas lojas

A rede de hipermercados Carrefour voltou a virar notícia nesta segunda-feira (25) – mais uma vez de forma negativa. Um vídeo que começou a circular nas redes sociais mostra um funcionário sendo humilhado por uma gerente da unidade da empresa em Campo Grande (MS).

O funcionário em questão foi identificado pelo portal G1 como Pedro Henrique Monteiro da Silva de 23 anos. Nas imagens, é possível ver que o jovem está de joelhos limpando o chão enquanto ouve insultos da gerente.

“Olha aí, só pra você esse cara tem valor. Esses meninos, eles não limpam a casa deles”, diz a mulher enquanto Pedro Henrique esfrega o chão com um pano.

Assista.

Segundo o funcionário, o caso aconteceu em setembro e o momento foi gravado por uma cliente que estava no hipermercado.

Segundo o funcionário, a gerente havia pedido para que ele realizasse inúmeras tarefas, já depois de ter terminado suas obrigações, para ajudar um colega. Uma delas seria retirar a marca de uma fita preta colada no chão para marcar o distanciamento social. Como a marca não estava saindo com produtos de limpeza normais, o jovem acionou a equipe de limpeza, que teria informado que precisaria de uma máquina que não estava disponível naquele momento.

Pedro Henrique, então, teria sido obrigado a retirar a marca com as próprias mãos e, durante este serviço, a gerente ficou nervosa e começado a humilhá-lo.

“Já é costume ela ser assim, desde que chegou. Mas eu não queria mídia, não queria manchar o nome da empresa. Eu tinha outros gerentes muito bons. Eles me deram uma oportunidade, eu quero crescer. Tenho medo de ser demitido”, disse o jovem ao portal G1.

Publicidade

Em nota, o Carrefour informou “repudia todo e qualquer comportamento indevido por parte de seus colaboradores” e que está “apurando o caso internamente”, adicionando que a gerente foi afastada.

O caso gerou revolta nas redes sociais e levou o termo Carrefour à lista de assuntos mais comentados do Twitter na noite desta segunda-feira (25). Isso porque o caso vem após um grande histórico da empresa de racismo e péssimas condições de trabalho. O caso mais emblemático aconteceu em 2020, quando João Alberto Freitas foi espancado até a morte, dentro de uma unidade da rede, por seguranças.

Publicidade

Notícias relacionadas

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR