Entrevista exclusiva com Lula
28 de novembro de 2019, 10h45

“Vou excluir todos que defendem essa esquerda podre”, escreveu nas redes bolsonarista que matou idoso em SC

Fábio Leandro participava ativamente de grupos de whatsapp e nas redes sociais não escondia a aversão que tinha contra pessoas que tinham posição mais progressista

Fábio Leandro, que matou idoso em Balneário Camboriu - Foto: Reprodução

O bolsonarista Fábio Leandro Schwindlein, de 44 anos, que matou o idoso Antônio Carlos Rodrigues Furtado, de 61 anos, com socos e pontapés por divergência política, é considerado um defensor fervoroso de Jair Bolsonaro em Balneário Camboriu, Santa Catarina, segundo informações obtidadas pela Fórum junto a pessoas que o conheciam.

Leandro participava ativamente de grupos de whatsapp e nas redes sociais não escondia a aversão que tinha contra pessoas que tinham posição mais progressista. Em setembro do ano passado, durante as eleições presidenciais, ele anunciou que iria excluir de seu Facebook “todos os perfis das pessoas que apoiam e defendem essa esquerda podre”, dizendo ser “apoiador dos valores de vida e da família”.

No mesmo dia, Leandro pediu voto para Bolsonaro após afirmar que havia três alternativas, na opinião dele, mas apenas Bolsonaro teria chances de vencer e “derrubar essa esquerda podre que acabou com o país e com o sonho de muitos brasileiros”.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum