O que o brasileiro pensa?
14 de janeiro de 2020, 16h37

Witzel inclui fuzis de vizinho de Bolsonaro na conta e RJ bate recorde na apreensão da armas

Armamento de Ronnie Lessa, o vizinho do presidente envolvido no assassinato de Marielle, ajudou a PM do Rio a superar número de anos anteriores

Bolsonaro e Ronaldo Lessa, que atirou em Marielle Franco (Reprodução)

Os 117 fuzis M-16 do PM reformado Ronnie Lessa, vizinho do presidente Jair Bolsonaro no Condomínio Vivendas da Barra, ajudaram a Polícia Militar do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, a bater recorde na apreensão de fuzis em 2019. Lessa, que é acusado de ter efetuado os disparos que assassinaram a vereadora Marielle Franco, é investigado por comércio ilegal de armas.

Segundo informações da PM, foram 505 fuzis apreendidos no estado apenas em 2019 – colocando o ano na ponta do ranking de maiores apreensões. No ano de 2017, que ocupava até então a primeira posição, foram 382 apreensões. Sem os fuzis de Lessa, a conta ficaria mais apertada.

A apreensão dos armamentos do ex-PM foi a maior da história do Rio e aconteceu na casa do policial civil Alexandre Mota de Souza, o amigo de Ronnie Lessa que guardou o arsenal. As armas eram novas e estavam desmontadas em caixas dentro de um guarda-roupas. Souza foi absolvido no caso.

Em interrogatório, Lessa chegou a reconhecer que era o proprietário das armas. No entanto, tentou se defender, afirmando que parte do material seria comercializada com colecionadores e que outra parte era de airsoft, mas uma demonstração feita pela polícia mostrou o poder de destruição dessas armas.

Com informações do G1


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum