Imprensa livre e independente
29 de janeiro de 2018, 12h15

Briga no ninho tucano: Arthur Virgílio diz que Alckmin será o “coveiro do PSDB”

Prefeito de Manaus e postulante a vaga de presidenciável pelo partido, Virgílio condenou o fato de o governador paulista e também presidenciável declarar que a legenda poderia apoiar o vice-governador, Márcio França (PSB), na disputa pelo Governo do Estado.

Prefeito de Manaus e postulante a vaga de presidenciável pelo partido, Virgílio condenou o fato de o governador paulista e também presidenciável declarar que a legenda poderia apoiar o vice-governador, Márcio França (PSB), na disputa pelo Governo do Estado. Da Redação* O prefeito de Manaus e postulante a vaga de presidenciável pelo PSDB, Arthur Virgílio, condenou o fato de o governador de São Paulo e também presidenciável, Geraldo Alckmin, declarar que a legenda poderia apoiar o vice-governador, Márcio França (PSB), na disputa pelo Governo do Estado em detrimento de lançar um candidato próprio. “Ele está entregando São Paulo para o...

Prefeito de Manaus e postulante a vaga de presidenciável pelo partido, Virgílio condenou o fato de o governador paulista e também presidenciável declarar que a legenda poderia apoiar o vice-governador, Márcio França (PSB), na disputa pelo Governo do Estado.

Da Redação*

O prefeito de Manaus e postulante a vaga de presidenciável pelo PSDB, Arthur Virgílio, condenou o fato de o governador de São Paulo e também presidenciável, Geraldo Alckmin, declarar que a legenda poderia apoiar o vice-governador, Márcio França (PSB), na disputa pelo Governo do Estado em detrimento de lançar um candidato próprio. “Ele está entregando São Paulo para o PSB”, disse Virgílio. “O Alckmin será o coveiro do PSDB”, afirmou em seguida.

O PSDB marcou para o dia 7 de fevereiro uma reunião onde o grupo de trabalho responsável para formatar as prévias do partido irá apresentar os resultados da sua avaliação. “Aguardo ansiosamente por boas novidades. Mas receio que estejamos perdendo tempo. Já deveríamos ter crescido na direção dos adversários. O que vejo é um Alckmin que, por teimosia e por volúpia de poder, assume esse papel de coveiro do partido”, disparou Virgílio.

Veja também:  Sete momentos para você não querer Eduardo como embaixador

Embora o prefeito manauara, considere “relevante” a aliança nacional com o PSB, ele avalia que o preço a ser cobrado será “alto demais”. “Ele entrega o governo para o PSB e indica um tucano para vice na chapa do Márcio França. No caso do Márcio, seria uma reeleição. Portanto, ele não poderia pleitear novamente o posto. Supondo que vença a eleição e supondo que o vice do PSDB seja um bom nome, esse vice seria automaticamente candidato à sucessão estadual seguinte. É muita suposição”, avaliou Virgílio.

“Alternância do poder é parte da democracia. Mas perder São Paulo assim, sem luta, é complicado. Não se entrega assim um Estado que o Mario Covas conquistou lá atrás com tanto esforço”, completou.

*Com informações do Brasil 247

Foto: Alex Pazuello/Semcom

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum