escrevinhador

por Rodrigo Vianna

19 de fevereiro de 2016, 09h21

171: o endereço que une FHC, a ex-amante e a família Marinho

Velhas parcerias

Velhas parcerias

A Globo alega, em uma “nota oficial” ridícula lida ontem no JN, que não sabia das ligações de FHC e da Brasif com Miriam Dutra – ex-amante do ex-presidente.

Certo. Sejamos hipócritas. Vamos fingir que acreditamos. Miriam trabalhou 35 anos na Globo, e foi enviada a Barcelona para ficar escondida do público. A operação contou com ajuda de ACM, Bornhausen e de uma empresa (Brasif) que era concessionária de espaços públicos nos aeroportos – durante o governo FHC.

Ah, sim, a Globo não sabia. Bornhausen e ACM (dono de uma retransmissora da Globo, e que virou Ministro das Comunicações por nomeação de Roberto Marinho) fizeram essa operação sem avisar a família Marinho. Ali Kamel espera que os brasileiros engulam mais essa…

O difícil é explicar a informação abaixo, garimpada por Stanley Burburinho, e publicada pelo Blog Megacidadania: o helicóptero usado pela família Marinho, segundo o Blog Tijolaço, estava em nome de uma empresa, com endereço em Belo Horizonte. No mesmo local, que coincidência, fica uma das sedes da Brasif.

O Azenha, com ajuda da jornalista Lidyane Ponciano, também já havia notado a estranha coincidência – clique aqui pra saber mais.

Hum… O mais incrível é o número do imóvel: 171. Agora, explica essa, Ali Kamel! (Rodrigo Vianna)

Do Megacidadania

O internauta investigativo Stanley Burburinho disponibiliza documentos comprovando que o mesmo endereço de empresas envolvidas na Lava Jato une Fhc e a família Marinho, dona da Rede Globo.

Os links com os documentos indicados na imagem abaixo estão disponibilizados ao final deste post.

Confira na imagem a seguir:

SB acha Fhc e Globo na Lava ato

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum

#tags