Imprensa livre e independente
21 de março de 2019, 18h17

“Cada um responde por seus atos”, afirma Bolsonaro sobre prisão de Temer

Entretanto, ele ignora que seu partido, o PSL, foi o que mais votou com o governo Michel Temer em 2018, superando inclusive o MDB do ex-presidente

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
“Cada um responde por seus atos, mas está claro que a política em nome da governabilidade, feita no passado, não deu certo, não estava correta”. Este foi o breve comentário de Jair Bolsonaro sobre a prisão de Michel Temer, nesta quinta-feira (21). O presidente foi questionado a respeito ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Santiago do Chile. Ele considerou que a prisão de Temer tem relação com acordos políticos realizados em nome da governabilidade. No entanto, o que Bolsonaro parece esquecer é que, em 2018, o PSL, partido ao qual pertence, foi o mais fiel a Temer, ou seja, foi...

“Cada um responde por seus atos, mas está claro que a política em nome da governabilidade, feita no passado, não deu certo, não estava correta”. Este foi o breve comentário de Jair Bolsonaro sobre a prisão de Michel Temer, nesta quinta-feira (21).

O presidente foi questionado a respeito ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Santiago do Chile. Ele considerou que a prisão de Temer tem relação com acordos políticos realizados em nome da governabilidade.

No entanto, o que Bolsonaro parece esquecer é que, em 2018, o PSL, partido ao qual pertence, foi o mais fiel a Temer, ou seja, foi o que mais votou com o governo Michel Temer, superando inclusive o MDB do ex-presidente.

“Muito ruim”

O general Hamilton Mourão, presidente em exercício, declarou que a prisão de Temer “é muito ruim para o país”. Ele comparou ainda o episódio com a prisão do ex-presidente Lula.

“Eu já falei a respeito da mesma situação do presidente Lula. É muito ruim para o país ter um ex-presidente preso. Mas agora seguem as investigações”, afirmou.

Veja também:  Flávio e Toffoli: a decisão certa e a pessoa errada

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum