Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

24 de junho de 2019, 18h26

Câmara prepara forte esquema de segurança para depoimento de Glenn Greenwald

Segundo os deputados, as reportagens assinadas por Glenn Greenwald jogam dúvidas contundentes sobre a imparcialidade da atuação do então juiz Sérgio Moro e de outros juízes e procuradores

Glenn Greenwald (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O Departamento de Polícia Legislativa (Depol), da Câmara dos Deputados, prepara forte esquema de segurança para esta terça-feira (25), dia em que a Casa recebe o jornalista Glenn Greenwald. O editor do The Intercept Brasil será o centro das atenções em uma audiência na Comissão de Direitos Humanos (CDH) onde explicará sobre os vazamentos que colocam em xeque a parcialidade do ex-juiz e atual ministro da Segurança Pública, Sérgio Moro.

Segundo os deputados autores do pedido, os direitos dos cidadãos objeto da Operação Lava Jato, particularmente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foram violados sistematicamente naquilo que reza a Declaração Universal dos Direitos Humanos e o Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Nesses documentos, estão estabelecidas as garantias, como julgamento por tribunal competente e independente, a presunção de inocência, o princípio da legalidade e o devido processo legal como direitos humanos inerentes à dignidade de qualquer pessoa.

De acordo com os deputados, as reportagens assinadas por Glenn Greenwald jogam dúvidas contundentes sobre a imparcialidade da atuação do então juiz Sérgio Moro e de outros juízes e procuradores.

Veja também:  Leandro Demori reafirma Reinaldo Azevedo: “Sigilo das mensagens é absoluto”

O acesso à comissão será permitido apenas a servidores da CDH, imprensa e parlamentares. Não estará aberta ao público, mas será transmitida no Portal da Câmara.

Durante a audiência, Glenn terá vinte minutos de fala inicial e cada um dos quatro autores, todos da oposição, três minutos cada. A cada cinco manifestações de parlamentares, ele terá dez minutos para responder, sem direito à réplica ou tréplica.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum