Imprensa livre e independente
20 de julho de 2016, 16h29

Cantora Paula Lima é alvo de novo ataque racista, mas avisa: “Isso é crime e vou até o final”

“Como negra, eu enfrento isso e sempre enfrentei”, disse a cantora em entrevista à Radio Estadão nesta quarta-feira (20) após um comentário preconceituoso em uma rede social Por Redação A cantora Paula Lima voltou a ser vítima de ataques racistas em sua conta do Facebook nesta terça-feira (19). Ao postar o anúncio da volta de seu quadro “Chocolate Quente”, na Rádio Eldorado FM, um perfil sem foto ofendeu a cantora em função da cor de sua pele. Em entrevista à Rádio Estadão na manhã desta quarta-feira (20), Paula Lima comentou o episódio. “Ontem foi a reestreia do ‘Chocolate Quente’, que me deixou...

“Como negra, eu enfrento isso e sempre enfrentei”, disse a cantora em entrevista à Radio Estadão nesta quarta-feira (20) após um comentário preconceituoso em uma rede social

Por Redação

A cantora Paula Lima voltou a ser vítima de ataques racistas em sua conta do Facebook nesta terça-feira (19). Ao postar o anúncio da volta de seu quadro “Chocolate Quente”, na Rádio Eldorado FM, um perfil sem foto ofendeu a cantora em função da cor de sua pele.

Em entrevista à Rádio Estadão na manhã desta quarta-feira (20), Paula Lima comentou o episódio. “Ontem foi a reestreia do ‘Chocolate Quente’, que me deixou muito feliz, e logicamente teve o post nas redes sociais. No Facebook, teve um intruso que fez uma manifestação racista bem desagradável”.

A cantora disse que vai recorrer à Justiça para motivar as outras pessoas que também sofrem ataques racistas a fazerem o mesmo. “Eu não posso falar que não me atingiu e tudo bem, não. Isso é crime e eu vou até o final, por uma questão de respeito, de negritude, de cidadania”.

Veja também:  Moro justifica frase preconceituosa de Bolsonaro sobre o Nordeste

Paula Lima disse que a internet ajudou as pessoas a manifestarem seus ataques de uma “maneira mais cruel”. “Como negra, eu enfrento isso e sempre enfrentei. Eu acho que as pessoas eram menos transparentes em relação ao que sentiam e pensavam, então a internet trouxe essa coragem de ser ainda mais cruel”.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum