Imprensa livre e independente
16 de junho de 2019, 09h46

Carlos Bolsonaro sobre demissão de Levy: “A culpa não foi minha dessa vez, cambada de fdp?”

Pivô das crises no governo, o filho 02 de Jair Bolsonaro comemorou de forma irônica em seu Twitter o pedido de demissão de Joaquim Levy da presidência do BNDES

Carlos Bolsonaro (Fotos: Flicker/Familia Bolsonaro)
O vereador Carlos Bolsonaro (PSC/RJ), comemorou de forma irônica em seu Twitter o pedido de demissão de Joaquim Levy da presidência do BNDES neste domingo (16), após Jair Bolsonaro (PSL) ter pedido “a cabeça” do economista por ele ter indicado Marcos Barbosa Pinto, que trabalhou no governo Dilma Rousseff (PT) para uma diretoria no banco. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo “A culpa não foi minha dessa vez, cambada de fdp?”, indagou o filho 02 de Bolsonaro no Twitter, compartilhando um link sobre a demissão de Levy. A culpa...

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC/RJ), comemorou de forma irônica em seu Twitter o pedido de demissão de Joaquim Levy da presidência do BNDES neste domingo (16), após Jair Bolsonaro (PSL) ter pedido “a cabeça” do economista por ele ter indicado Marcos Barbosa Pinto, que trabalhou no governo Dilma Rousseff (PT) para uma diretoria no banco.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“A culpa não foi minha dessa vez, cambada de fdp?”, indagou o filho 02 de Bolsonaro no Twitter, compartilhando um link sobre a demissão de Levy.

Nos comentários, Carlos ainda escreveu “perfeito” no comentário de um seguidor que declarou que é “urgente abrir a caixa preta”.

Neste sábado (15), o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que Bolsonaro teria sentido-se “agredido” com a indicação de Marcos Pinto, que atuou no governo Dilma Rousseff (PT) para uma diretoria do banco e, por este motivo, teria pedido a cabeça de Levy.

Veja também:  "Áudio com voz de Deltan derruba a principal linha de defesa dele e de Moro", avalia deputado

Guedes ainda disse que Levy “não resolveu o passado nem encaminhou uma solução para o futuro”.

O “passado”, segundo Guedes, seria abrir a chamada por Bolsonaro “caixa-preta do BNDES”. Em relação ao “futuro”, segundo o ministro, seria tratar de temas como privatizações, infraestrutura, saneamento e ajudar a reestruturação de estados e de municípios.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum