Imprensa livre e independente
16 de abril de 2018, 15h30

Carlos Vereza diz em entrevista que Marielle é um “cadáver fabricado”

O ator disse ainda que era médium e afrontou o repórter: "Você tem aura petista"

Em entrevista a Renato Abê, do jornal O Povo, publicada neste domingo (15), o ator Carlos Vereza disse que era médium e afrontou o repórter: “Você tem aura petista”.  Foram abordados vários assuntos e a temperatura foi subindo, à medida em que a conversa chegava ao fim, até que o ator se retirou, ofendendo o repórter. O ator disse ainda que ex-vereadora do PSOL, Marielle Franco, “é um cadáver fabricado pela ideologia radical sectária de esquerda. Eu tenho certeza, não tenho a menor dúvida, porque está havendo no Rio de Janeiro uma investigação (sobre a morte de Marielle) que já...

Em entrevista a Renato Abê, do jornal O Povo, publicada neste domingo (15), o ator Carlos Vereza disse que era médium e afrontou o repórter: “Você tem aura petista”.  Foram abordados vários assuntos e a temperatura foi subindo, à medida em que a conversa chegava ao fim, até que o ator se retirou, ofendendo o repórter.

O ator disse ainda que ex-vereadora do PSOL, Marielle Franco, “é um cadáver fabricado pela ideologia radical sectária de esquerda. Eu tenho certeza, não tenho a menor dúvida, porque está havendo no Rio de Janeiro uma investigação (sobre a morte de Marielle) que já chegou a um ponto que, se eles mudarem a narrativa, vai ser uma decepção para muita gente”. Logo mais à frente, completou: “Essa menina ou foi assassinada pela milícia ou foi assassinada por pessoas que aparentemente compactuam com a ideologia dela. Eles não acreditam em Deus, eles acham que as pessoas todas não passam de massas de manobras adaptáveis ou não aos seus objetivos”, concluiu.

Sobre o movimento “Fora, Temer”, Vereza disse se tratar de uma “criança zangada que tiraram a chupeta”. Para ele, “o Temer tirou o Brasil do abismo, ele está recuperando a economia do País, a inflação está lá embaixo, batendo recordes históricos. Isso é o cara que fez”.

Veja também:  Após denúncia da Vaza Jato, empresa recebe críticas e fecha vagas para palestra de Deltan Dallagnol

Com relação ao ministério da Cultura, Vereza fez grave denúncia. De acordo com ele “certas correntes alinhadas com essa ideologia (o PT) mandavam projetos para lá e nem precisava de análise, era aprovado imediatamente. Ao contrário de outros, que não estavam alinhados.

Depois de várias respostas agressivas, Vereza disse: “Eu sei que eu não estou te agradando, você é petista, porque eu sou médium e eu estou vendo no teu perispírito que você é petista. Você é de esquerda, eu estou vendo na sua aura. Cada coisa que eu falo sua aura fica assim piscando.

Ao final da entrevista, Vereza disse ao repórter: “Me desculpa se eu estou dizendo o que o você não quer ouvir…”. Diante das desculpas aceitas, ele respondeu: “Vá se fuder, porra”, e se retirou.

Leia a entrevista completa no jornal O Povo

 

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum