Imprensa livre e independente
20 de março de 2019, 06h00

Casal que viaja o mundo lança filme sobre caravana de Lula

Murilo e Igor são casados desde 2015 e vivem a maior parte do tempo em mochilões pelo mundo. Juntos, acompanharam a última caravana de Lula. Veja aqui

Foto: Arquivo pessoal
Murilo Matias e Igor Veloso acabam de lançar o documentário O Povo é o caminho, a Caravana de Lula pelo Sul do Brasil, que acompanha a última saga do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no início de 2018, antes de ser encarcerado na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. O filme conta toda a caravana. Durante as filmagens, eles conversaram com gente do povo, indígenas, estudantes, assentados, agricultores, trabalhadores urbanos, mas também com personalidades da política, como a ex-presidente Dilma Rousseff, o líder do MST, João Pedro Stédile, Guilherme Boulos, os deputados Paulo Pimenta, Maria do Rosário...

Murilo Matias e Igor Veloso acabam de lançar o documentário O Povo é o caminho, a Caravana de Lula pelo Sul do Brasil, que acompanha a última saga do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no início de 2018, antes de ser encarcerado na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

O filme conta toda a caravana. Durante as filmagens, eles conversaram com gente do povo, indígenas, estudantes, assentados, agricultores, trabalhadores urbanos, mas também com personalidades da política, como a ex-presidente Dilma Rousseff, o líder do MST, João Pedro Stédile, Guilherme Boulos, os deputados Paulo Pimenta, Maria do Rosário e a presidente do PT, Gleisi Hoffmann.

Depois disso, os dois acompanharam a prisão de Lula em São Bernardo e ainda estiveram durante os primeiros dias da Vigília Lula Livre, na porta da PF, onde permaneceram por 40 dias.

Foto: Arquivo pessoal

Murilo e Igor estão juntos desde 2015. Em agosto faz quatro anos. Casados desde então, a história dos dois se confunde com a militância e as transformações que tanto o Brasil quanto o mundo têm atravessado.

Veja também:  Diretor do Inpe rebate Bolsonaro: "atitude pusilânime e covarde"

Ao longo deste tempo, já fizeram três mochilões. Um pela América do Sul, onde conheceram a Bolívia, Peru e Equador, outro na América Central, quando estiveram no Panamá, Costa Rica, Nicarágua, Honduras, El Salvador e Guatemala) e, por fim, no Nordeste brasileiro, quando passaram por sete estados no ano passado.

Murilo Matias tem 29 anos e é formado em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Maria que, segundo ele faz questão de contar, passou por uma importante expansão em termos de acesso à bolsa, cotas e assistência estudantil, na época do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Igor Veloso tem 32 e é formado em teatro pela Martins Penna, a primeira escola de teatro da América Latina. Antes disso, nascido em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, trabalhava duramente, desde os 14 anos.

Para bancar a longa filmagem, os dois colaboram com vários veículos do campo progressista, entre eles a Fórum, Le Monde Brasil, Jornalistas Livres, Carta Capital, Opera Mundi, DCM, entre outros.

Veja também:  Governo Bolsonaro quer acabar com liberação de FGTS em demissão sem justa causa

Murilo conta que eles não têm um projeto muito definido, deixam a vida levar, “como não temos tanta grana, sempre que viajamos, trabalhamos ao mesmo tempo. Estávamos no Fórum Social Mundial no ano passado, na Bahia, quando surgiu a oportunidade de seguir na Caravana do Lula”, conta.

Foto: Arquivo pessoal

A oportunidade foi prontamente agarrada e virou o documentário “O Povo é o caminho, a Caravana de Lula pelo Sul do Brasil”, filmado em celular, dirigido e montado pelos dois.

Entre idas e vindas, o filme ficou pronto no carnaval deste ano e acaba de ser disponibilizado no YouTube. Se engana, no entanto, quem imagina que com a etapa concluída, os dois sossegaram. Logo após a caravana, eles já estiveram na Colômbia, onde cobriram o primeiro turno das eleições presidenciais e, depois disso, as eleições brasileiras pelo Nordeste.

Está em fase de acabamento o filme “Selvagem”, de Igor, sobre as ocupações dos estudantes secundaristas em São Paulo, que deverá ser lançado no meio do ano.

Veja também:  Cartas do Pai: “Movimento dos Sem Remédios”

Quem tiver fôlego que acompanhe os dois.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum