Imprensa livre e independente
25 de maio de 2019, 09h20

Casamento de Eduardo Bolsonaro terá cadela como dama de honra e pastor de reality show

Os convidados precisarão apresentar documento de identidade para entrar na festa, por “medida de segurança”

Foto: Reprodução/Facebook
Uma cadela de nome Beretta será a dama de honra do casamento do deputado federal Eduardo Bolsonaro, neste sábado (25), em uma casa de festas em Santa Teresa, no Rio de Janeiro. O filho do presidente vai casar com a psicóloga Heloísa Wolf. Beretta (nome de uma arma de fogo) foi criada pelo casal e fará parte de uma procissão que inclui o presidente, que vai entrar ao lado da mãe da noiva, e os irmãos de Eduardo. Para ingressar na festa, prevista para 150 pessoas, é necessário apresentar o documento de identidade. “Por medida de segurança”, alega o cerimonial....

Uma cadela de nome Beretta será a dama de honra do casamento do deputado federal Eduardo Bolsonaro, neste sábado (25), em uma casa de festas em Santa Teresa, no Rio de Janeiro. O filho do presidente vai casar com a psicóloga Heloísa Wolf.

Beretta (nome de uma arma de fogo) foi criada pelo casal e fará parte de uma procissão que inclui o presidente, que vai entrar ao lado da mãe da noiva, e os irmãos de Eduardo.

Para ingressar na festa, prevista para 150 pessoas, é necessário apresentar o documento de identidade. “Por medida de segurança”, alega o cerimonial.

Outra “atração” do casamento é o pastor Pedro Luís Barreto Litwinczuk, da Igreja Batista do Rio. Ele participou do reality show “No Limite”, que teve sua última edição em 2009, na TV Globo.

Veja também:  Governo Bolsonaro fala em guerra nas ruas se Lula for solto

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum