Imprensa livre e independente
11 de agosto de 2014, 16h20

Cidade do aecioporto tinha refino de pó

Tancredo Tolentino, que hoje cuida da chave do aeroporto de Cláudio (MG), confessa envolvimento em esquema de venda de liminares para soltura de traficantes Por Miguel do Rosário, em O Cafezinho É preciso investigar melhor isso. Afinal, Claudio fica muito próximo de local onde o helicóptero com meia tonelada de cocaína, pertencente ao senador Perrella, amigo de Aécio, fez uma parada. E o primo de Aécio Neves, Tancredo Tolentino, foi preso, junto com um desembargador nomeado por Aécio, por vender liminares para tirar traficantes de droga da prisão. Os parentes de Aécio, segundo a reportagem da Folha, ficavam com a chave do aecioporto. Acho inclusive que...

Tancredo Tolentino, que hoje cuida da chave do aeroporto de Cláudio (MG), confessa envolvimento em esquema de venda de liminares para soltura de traficantes

Por Miguel do Rosário, em O Cafezinho

É preciso investigar melhor isso. Afinal, Claudio fica muito próximo de local onde o helicóptero com meia tonelada de cocaína, pertencente ao senador Perrella, amigo de Aécio, fez uma parada.

E o primo de Aécio Neves, Tancredo Tolentino, foi preso, junto com um desembargador nomeado por Aécio, por vender liminares para tirar traficantes de droga da prisão.

Os parentes de Aécio, segundo a reportagem da Folha, ficavam com a chave do aecioporto.

Acho inclusive que vale a pena republicar um trecho da reportagem da Folha que trouxe à baila a história do aecioporto:

ScreenHunter_4521 Aug. 11 14.51


Os Tolentino são parentes em primeiro grau de Aécio Neves.

Detalhe da notícia reproduzida abaixo: ninguém foi preso…

*

Publicado no G1, em 22/11/2013.

Polícia fecha laboratório de refino de drogas em Cláudio, MG

Cocaína e maconha foram encontradas em casa abandonada.

Veja também:  Flávio Dino se solidariza com Vaza-Jato e diz que Moro age com “prepotência” e “autoritarismo”

materiais_apreendidos_laboratorio_de_crogas__claudio

Ocorrência foi no Distrito de Monsenhor João Alexandre; ninguém foi preso.
Do G1 Centro-Oeste de Minas

Um laboratório de refino de drogas foi desarticulado na noite desta quinta-feira (21) em Cláudio. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), após denúncia anônima os militares foram até o local, que funcionava em uma casa abandonada no Distrito de Monsenhor João Alexandre. Lá foram apreendidos três balanças de precisão, embalagens com produtos químicos utilizados para o refino de drogas, 200g de pasta base de cocaína e aproximadamente 500g de maconha prensada.

Não tinha ninguém no local, mas populares contaram à polícia que havia uma movimentação estranha no imóvel, que foi alugado por duas pessoas há poucos dias. Todo material apreendido foi encaminhado para a delegacia. Os suspeitos foram identificados e estão sendo investigados. Segundo a PM, um deles é conhecido no meio policial pela prática de crimes de tráfico de drogas e assaltos.

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum