Imprensa livre e independente
04 de junho de 2015, 13h33

Cidinha da Silva: A gente negra ama (e consome). Tá ligado, O Boticário?

Por enquanto, O Boticário, estamos do lado de vocês, porque precisamos nos opor a essa gente que acende charuto com notas de um euro, à custa da exploração da fé popular. Mas não se enganem, as mulheres negras presenteiam suas namoradas e os homens negros também (namoradas e namorados), portanto, vocês têm até o dia 11 de junho para nos incluir na publicidade do dia do comércio destinado aos apaixonados

Por enquanto, O Boticário, estamos do lado de vocês, porque precisamos nos opor a essa gente que acende charuto com notas de um euro, à custa da exploração da fé popular. Mas não se enganem, as mulheres negras presenteiam suas namoradas e os homens negros também (namoradas e namorados), portanto, vocês têm até o dia 11 de junho para nos incluir na publicidade do dia do comércio destinado aos apaixonados Por Cidinha da Silva, do Portal Geledés Nos subterrâneos de Gothan City, os irmãos Malafisto, Suaristo, Macedisto e Valderisto, conhecidos como Os Metralhas das igrejas caça-niqueis, tecem teias ardilosas, definem pontos...

Por enquanto, O Boticário, estamos do lado de vocês, porque precisamos nos opor a essa gente que acende charuto com notas de um euro, à custa da exploração da fé popular. Mas não se enganem, as mulheres negras presenteiam suas namoradas e os homens negros também (namoradas e namorados), portanto, vocês têm até o dia 11 de junho para nos incluir na publicidade do dia do comércio destinado aos apaixonados

Por Cidinha da Silva, do Portal Geledés

Nos subterrâneos de Gothan City, os irmãos Malafisto, Suaristo, Macedisto e Valderisto, conhecidos como Os Metralhas das igrejas caça-niqueis, tecem teias ardilosas, definem pontos para instalação de poços de areia movediça, constroem o marketing da arrecadação de dízimo via débito eletrônico, com o objetivo de estender as possessões territoriais e espirituais de sua agremiação religiosa e dominar Gothan por inteiro.

O projeto de poder é ambicioso e muitíssimo bem-estruturado, passa pela conquista de representação política em eleições livres, pela extorsão, propina e corrupção generalizadas, pela ocupação de ministérios e secretarias de governo, pela FIFA e times de futebol, pelas empresas e, principalmente, pela conquista do reino do deus mídia-publicidade-marketing.

Veja também:  Para ministro Luiz Eduardo Ramos, Bolsonaro se apressou ao divulgar indicação do filho para embaixada

Faz parte do projeto de poder atacar a altivez, a beleza e o êxito familiar e econômico do casal de lésbicas idosas da principal novela de Gothan, fazer da Marcha para Jesus acinte hodierno aos ensinamentos do Cristo, aplicar lavagem cerebral aos seguidores, constituir exército treinado e armado para aviltar e destruir as religiões de matrizes africanas, assumir postos importantes de representação política, espalhar-se pelo mundo, principalmente por África, dominar os meios de comunicação e explorar e extorquir a credulidade dos pobres crentes.

Êeeee… vida de gado! Povo marcado. Povo feliz. A obra de arte faz dessas proezas, continua a fazer sentido, mesmo quando o autor passa a jogar no time dos Coxinhas Futebol Clube de Gothan.

Na campanha publicitária Casais, caro O Boticário, você não mesclou classes socioeconômicas ou raças, como anunciado na resposta às interpelações feitas pelos que dela não gostaram, mas, é mister reconhecer que misturaram faixas etárias e tomaram o cuidado de expor a diversidade das pessoas brancas (altas, baixas, loiras, ruivas, morenas, de cabelos compridos, curtos, encaracolados).

Veja também:  Em novo diálogo, revelado por Veja, Deltan fala de encontros fortuitos com Gebran do TRF4

Aqui, no pedaço de Gothan onde vivemos, não temos ilusões, Boticário, sabemos que vocês são ensinados a nos ver, a nós, os negros, como seres subalternizados, acantonados nos porões de Gothan. Nem nossos blacks poderosos fazem cócegas para vocês nos enxergarem com olhos de humanidade. O amor é o ápice da humanidade, logo, não cabe no amor representação de negros. Isso faz sentido na lógica de vocês.

Mercado é dinheiro, mercado é o dinheiro e vivemos ainda sob a névoa do mito colonial de que o negro que vende, o negro que gera dinheiro é o negro representado por estereótipos e estigmas ligados à escravidão e sua herança maldita (não é preciso dizer que não existe qualquer aspecto bendito nesta seara), ao racismo, à branquitude e seus instrumentos eficazes e mutantes de garantia de privilégios, inferiorização e subalternização da pessoa negra. Compreendemos que seja assim na cabecinha de vocês, publicitários de todas as idades, compreendemos (decodificamos), porque sabemos como opera a casa grande, mas não aceitamos, não aquiescemos.

Veja também:  MEC deve anunciar plano de mensalidade para universidades federais

Por enquanto, O Boticário, estamos do lado de vocês, porque, em Gothan, precisamos nos opor a essa gente que acende charuto com notas de um euro, à custa da exploração da fé popular, enquanto conta notas de 500 euros, dentro do cofre do Tio Patinhas. Mas não se enganem, as mulheres negras presenteiam suas namoradas e os homens negros também (namoradas e namorados), portanto, vocês têm até o dia 11 de junho para nos incluir na publicidade do dia do comércio destinado aos apaixonados.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum